Publicidade
Esportes
Galão da Massa

Rio Negro vence clássico com Nacional e avança à semifinal do Barezão

Com gol de Gleisson, o Galo bateu o Leão por 1 a 0 e se credenciou para enfrentar o Princesa do Solimões na semifinal do returno do Amazonense 2018 24/03/2018 às 17:51 - Atualizado em 24/03/2018 às 17:55
Show galo
Com vitória, o Rio Negro segue com sonho de chegar ao título do Estadual (Foto: Antonio Lima)
Denir Simplício Manaus (AM)

Com direito a presença VIP do presidente-interino da CBF, Coronel Nunes, o Rio-Nal disputado na tarde deste sábado (24), foi vencido pelo Rio Negro, que avança para à semifinal do returno do Amazonense. O clássico foi realizado no estádio Carlos Zamith, na Zona Leste,e  o gol único de Gleisson deu a vitória ao Galo da Praça da Saudade, que encara o Princesa na sequência da competição.

O resultado acabou eliminando o Nacional, um dia após o clube anunciar acordo milionário com uma multinacional chinesa. O Leão da Vila agora vai se preparar para a disputa do Brasileirão da Série D. Já o Galo, tem uma semana para descansar até o confronto com o Tubarão do Norte, no próximo sábado (31), pela semifinal do Barezão.

O Jogo

Aos 9min, Balotelli avança livre pelo meio chuta, mas o arremate vai fraco e nas mãos de André Regly. Aos 13min, o Galo sai na frente do placar com Uander aproveitando cobrança de falta de Wagner Diniz. Mas o bandeira assinalou impedimento e anulou o gol do Rio Negro. 

E só dá Galo. Aos 24min, cobrança de falta pela intermediária do Naça que o goleiro Valverde corta. A bola sobra livre para a bomba de Ives que Valverde consegue espalhar. Na sobra, Leandro Mendes tenta o voleio, mas a bola vai mansa nas mãos do camisa 12 do Leão. 

Aos 29min, Boa troca de passes do time do Galo que vai parar nos pés do atacante Gleisson. O camisa 9 do Rio Negro chutou no canto oposto de Valverde que cai e evita o gol da equipe Barriga Preta. 

A arbitragem deu 4 minutos de acréscimo e aos 48min, Alecsandro vai pela direita do ataque e cruza pra área do Galo. Balotelli ganha no alto, mas cabeceianas mãos de André Regly e esse foi o último lance do primeiro tempo. 

Galo mata no início

A segunda etapa inicia com sonolência de ambas as equipes. Aos 13min, enfim, um lance que levantou a torcida e foi a do Galo. Wagner Diniz cobra escanteio e Herick Zamora cabeceia rente a trave de Marcelo Valverde. No lance seguinte, aos 14min, Andrezinho cruza "com a mão" na cabeça de Gleisson que não perdoa e faz 1 a 0 Rio Negro. 

Aos 26min, enfim, o Nacional aparece no ataque do Rio Negro. Balotelli recebe de costas, gira pra cima da marcação e chuta a gol. Mas o tiro sai um peteleco e não deu trabalho ao goleiro André Regly. 

O jogo caminha pro final e o Naça tenta o empate para se manter vivo no Barezão. Aos 38min, Rodrigo Ítalo cobra falta na barreira e na sobra o mesmo Rodrigo Ítalo tenta o chute, mas a bola vai longe da meta do Galo.

Aos 43min, o Naça vai pro tudo ou nada e se lança inteiro ao ataque. Ze Antônio faz pivô com Rodrigo Ítalo e chuta de longe, mas nas mãos de André Regly. No apagar das luzes o ataque do Naça ainda tentou, mas não deu.

 

Publicidade
Publicidade