Publicidade
Esportes
Craque

Roberto Gesta deixa presidência da Confederação Brasileira de Atletismo após 26 anos

O dirigente, que entrega o cargo em assembleia da CBAt realizada na manhã desta sexta-feira (15), se diz satisfeito com o tempo à frente da Confederação 15/03/2013 às 10:35
Show 1
Dissica Calderaro recebe uma homenagem de Gesta
Allan Gomes ---

Poucos nomes de dirigentes podem ser identificados de forma tão umbilical com a história de determinada modalidade esportiva. O advogado amazonense Roberto Gesta é um destes. À frente da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) há 26 anos, Gesta realizou uma administração bastante elogiada pelas pessoas ligadas ao esporte, e que modernizou a modalidade ao longo dessas mais de duas décadas de trabalho.

Uma das testemunhas desse sucesso, o campeão olímpico em 1984, Joaquim Cruz, destaca os êxitos do amazonense. “Gesta liderou a confederação e a transformou numa organização reconhecida mundialmente e bem sucedida financeiramente. Esse é o legado que ele deixa para o seu sucessor”, afirma Cruz.

Vanderlei Cordeiro, medalha de bronze em Antenas, em 2004, faz coro a Cruz. “Fico feliz de acompanhar a transição e celebrar esse momento importante. Com o Gesta houve vários avanços, principalmente no apoio aos atletas, e o mais importante que é a ascensão que o esporte teve durante o período”, pondera Vanderlei.

Aposentadoria

O dirigente, que entrega o cargo em assembleia da CBAt realizada na manhã desta sexta-feira (15), se diz satisfeito com o tempo à frente da Confederação. “É uma satisfação enorme, são 26 anos, um período longo, mas saio com o apoio das federações estaduais, dos clubes e principalmente dos atletas”, revela Gesta, acrescentando os planos para o futuro.  “Devo continuar trabalhando pelo atletismo, em obras que resgatam a história da nossa modalidade, dando continuidade a um trabalho iniciado nos últimos anos”.

Em 2012, CBAt publicou três livros sobre Atletismo e esportes olímpicos: “Mulheres no Pódio”, “Jogos Olímpicos Latino-Americanos do Rio de Janeiro - 1922” e “O Brasil torna-se olímpico”, este último, de autoria de Márcia De Franceschi Neto-Wacker e Christian Wacker, foi lançado ontem em Manaus com a presença de Márcia Waker.

No mesmo evento, a Confederação entregou a “Medalha José Telles da Conceição”, aos atletas que subiram em pódios em Olimpíadas e Mundiais. O prêmio foi instituído pela CBAt em homenagem a Telles, primeiro brasileiro a ganhar uma medalha olímpica no atletismo, no salto em altura, em Helsinque, em 1952. A viúva do antigo atleta, dona Cely, estará presente.

Substituto

Os novos presidente e vice-presidente da Confederação Brasileira de Atletismo, José Antônio Martins Fernandes - o Toninho - e Warlindo Carneiro da Silva Filho, tomam posse na Assembleia Geral da entidade agora pela manhã.

Publicidade
Publicidade