Publicidade
Esportes
BAIANO DE OURO

Robson Conceição enfrenta canadense para manter invencibilidade no boxe

Robson Conceição disputa evento nos Estados Unidos, no qual busca manter invencibilidade no boxe profissional, neste sábado (28) 28/04/2018 às 11:40 - Atualizado em 28/04/2018 às 12:01
Show whatsapp image 2018 04 12 at 19.35.14
Conceição conquistou a medalha de ouro nos Jogos Olímpicos Rio 2016. Foto: Top Rank/Divulgação
Valter Cardoso Manaus (AM)

Medalha de ouro nos Jogos Olímpicos Rio 2016, o brasileiro Robson Conceição segue firme na caminhada rumo ao topo do esporte no cenário profissional. Neste sábado (28), o atleta de Salvador enfrenta o canadense Alex Torres Rynn, pelo peso combinado de 59,4 kg, para manter o seu cartel perfeito. O confronto acontece no Liacouras Center, na Filadélfia, na Pensilvânia.

Apesar da pressão que os números e a conquista nas Olimpíadas exercem, Robson prega a tranquilidade na busca pela nova conquista. “Encaro com tranquilidade, sei que isso é natural de quem se destaca. Na Olimpíada do Rio tive muita pressão e me saí muito bem. Tinha aquela esperança de medalha, fui avançando e cheguei até a disputa pelo ouro. Era o Brasil inteiro comigo, e foi muito legal (risos)”, relembrou o lutador, em entrevista exclusiva.

O adversário, por outro lado, busca roubar os holofotes do brasileiro para se recuperar da primeira derrota sofrida na carreira. Mas nem isso é capaz de abalar o otimismo de Robson Conceição. “Ele é um cara duro, é canhoto. Muitos têm dificuldades contra canhotos, mas eu encaro com naturalidade. Enfrentei muitos canhotos ao longo da carreira, não tenho problemas quanto a isso. Eu me preparei muito bem para subir no ringue e dar um grande espetáculo para os fãs”, garantiu, confiante, o lutador campeão olímpico.

A preparação para o confronto aconteceu toda dentro do Brasil, na própria Bahia, e garante que a opção pode ser um trunfo diante do adversário canadense. “Fiz todo na Academia Champion porque tenho excelentes treinadores na equipe, um suporte muito bom. Tenho companheiros de equipe que fazem o sparring ser mais difícil que algumas lutas (risos). É chapa quente”, revela, bem-humorado, Robson Conceição.

O otimismo do baiano vai muito além da luta deste sábado, para ele, o boxe continua evoluindo mesmo com a crescente expansão do MMA. Para Conceição, apesar da migração de muitos atletas dos ringues para o octógono, o esporte segue em franca ascensão. “O boxe é gigantesco no mundo inteiro, especialmente nos Estados Unidos. O MMA tem o espaço dele, o boxe tem o dele, e quem ganha são os fãs de lutas. Eu vejo o boxe crescendo muito no Brasil, especialmente pelo crescimento dos nossos lutadores. Temos a Rose que é campeã mundial, um feito incrível. Temos os irmãos Falcão, eu, e tudo isso tem sido muito bom para o boxe brasileiro”, ressaltou o lutador.

De origem humilde, Robson Conceição sabe, literalmente, o que quanto é duro lutar por um espaço no esporte. Segundo ele, mais do que a precisão nos golpes e resistência no ringue, a persistência é o principal aliado de quem busca o sucesso na modalidade. “Meu conselho é acreditar no sonho e se dedicar cada dia da vida para torná-los em realidade. Não é nada fácil ser atleta no Brasil, temos que enfrentar muitas coisas. O Brasil é um celeiro incrível de talentos para o boxe. Torço para que um dia eles sejam aproveitados como merecem, aí seremos uma grande potência”, finalizou o lutador.

Publicidade
Publicidade