Quinta-feira, 18 de Julho de 2019
Ronaldinho frustrado

Ronaldinho Gaúcho está frustrado por não ter sido convocado para a Seleção

Afirmação foi dada pelo craque do Atlético Mineiro durante uma coletiva concedida nessa quarta-feira, no CT Cidade do Galo, após treino do time



1.png Atitude de Felipão surpreende o meia, jogador do Atlético Mineiro não esperava ficar de fora
16/05/2013 às 10:15

Frustrado por não ter sido convocado para a disputa da Copa das Confederações, mas motivado para voltar à Seleção Brasileira na Copa do Mundo de 2014 e para conquistar títulos com o Atlético Mineiro. Foi assim que Ronaldinho Gaúcho definiu como se sente por ter sido preterido pelo técnico Luiz Felipe Scolari na convocação do Brasil para a competição que acontece agora em junho.

“Queria muito ter sido convocado. Não aconteceu dessa forma. Isso me motiva para jogar mais e ser lembrado no futuro”, disse o ídolo atleticano, um dia depois da convocação para a Copa das Confederações. “Ainda falta muito tempo para a Copa do Mundo e meu objetivo continua esse. Mais motivado do que nunca, de ter a chance de dar alegria para o torcedor”.

Em uma entrevista coletiva no CT Cidade do Galo, após o treino do Atlético nessa quarta-feira(15), Ronaldinho Gaúcho respondeu a todas as perguntas. Ele disse que não teve nenhum problema de indisciplina quando esteve na Seleção, negando, inclusive, atraso na apresentação para o amistoso contra o Chile, disputado no final do mês passado, em Belo Horizonte.

“Não teve atraso nenhum. A hora marcada era a da janta e cheguei no horário normal, como sempre. Não rendi o esperado naquele jogo e ele (Felipão) disse”, afirmou Ronaldinho Gaúcho, explicando que sua ausência na lista de convocados não está relacionada a nenhum problema de indisciplina, como chegou a ser especulado. Para o jogador, foi uma opção do treinador.

O veterano astro de 33 anos, que vive grande fase no Atlético e tem possibilidade de ser campeão mineiro neste domingo, não escondeu a frustração por não ter sido convocado, como foram seus dois colegas de time, o zagueiro Réver e o meia Bernard. “Estava na expectativa. Não aconteceu da forma que eu queria. Surpreendeu muita gente pelo fato de a nossa equipe estar muito bem e eu, em grande momento. Mas agora é torcer pelos companheiros que estão lá e pelo nosso Brasil. A torcida continua, mas dessa vez de fora”, disse Ronaldinho Gaúcho.

 

 

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.