Publicidade
Esportes
Craque

Ronaldinho sofre racismo em sua chegada ao novo clube no México

O craque brasileiro, assim como o goleiro do Santos, foi chamado de macaco por um político mexicano. O caso revoltou a torcida local e o clube cobra punição contra o agressor 15/09/2014 às 10:13
Show 1
Ronaldinho foi chamado de macaco por um político da cidade onde vai atuar no México.
ACRITICA.COM Manaus (AM)

Ronaldinho Gaúcho nem mal chegou ao seu novo clube, o mexicano Querétaro, e já entrou em uma polêmica. Desta vez não foi por conta das noitadas de pagode ou mulheres. Mas por ter sofrido discriminação racial por parte de um ex-secretário de Desenvolvimento Social da cidade. O político local, irritado com o caos no trânsito causado pela chegada do jogador brasileiro, postou mensagem de cunho racista em sua página no Facebook.

Treviño Núñez, ex-secretário da cidade de Querétaro, sede do novo clube de Ronaldinho, não poupou críticas não só ao futebol, mas também ao comportamento dos torcedores e, principalmente, ao craque brasileiro o chamando de macaco.

“Realmente, eu tento ser tolerante, mas eu detesto futebol, e o fenômeno de idiotice que produz. Eu detesto ainda mais porque as pessoas inundam as avenidas fazendo-nos chegar duas horas mais tarde em casa. E tudo isso para ver um macaco... Brasileiro, mas ainda assim um macaco. Isso é um circo ridículo”, escreveu em seu post na rede social.


Ronaldinho Gaúcho foi apresentado diante da torcida do Querétaro na sexta-feira (12), no intervalo do duelo contra o Puebla, válido pelo campeonato mexicano. Fato que lotou o estádio La Corregidora, entupindo as ruas de veículos, o que deixou Treviño Nunes furioso levando-o a fazer a injúria racista. Na mesma noite, o ex-atleticano entrou no gramado do estádio e foi ovacionado pelos torcedores do time.

Momentos depois do desabafo no Facebook, o político apagou o post ofensivo contra Ronaldinho. Mesmo assim, o caso revoltou os mexicanos, que da mesma forma como ocorreu com a torcedora gremista que chamou o goleiro Aranha de macaco, criaram uma comunidade na rede social contra o ex-secretário.

Com a frase “Compartilhem, unidos vamos fazer a diferença contra o racismo no México”, o perfil chama Trevino Núñes de “desgraçado” e os criados ainda cobram uma punição dizendo “pague pelo que disse”. Em nota no site oficial do clube, o Querétaro se manifestou sobre o caso, dando todo o apoio ao jogador brasileiro e ainda cobrou providências por parte das autoridades.

"Depois da lamentável publicação realizada por uma pessoa de status público, o senhor Carlos Manuel Trevino Núñez, vertida através das redes sociais insultando nosso jogador Ronaldo de Assis Moreira 'Ronaldinho', exortamos as respectivas autoridades para que tomem ações no assunto e afirmamos que como clube chegaremos até as últimas consequências da lei para que este tipo de expressões não voltem a afetar a algum de nossos jogadores e membros do clube", diz parte da nota.

Publicidade
Publicidade