Publicidade
Esportes
Craque

‘Ronaldo não’: Romário afirma que Fenômeno não tem condições de presidir a CBF

Ex-craque e atual senador da República disse que seu ex-parceiro de ataque na Seleção não está preparado para o cargo. O Baixinho ainda apontou Leonardo como um bom nome e ainda citou que Zico não terá apoio da CBF na luta pela presidência da FIFA 30/07/2015 às 11:13
Show 1
Romário acha que Ronaldo não tem condições de presidir a CBF.
ACRITICA.COM Manaus (AM)

A língua “afiada” de Romário voltou a entrar em ação nesta quinta-feira (30). Em entrevista concedida ao jornal O Estado de S. Paulo, o senador pelo PSB afirmou que o ex-jogador Ronaldo “não condição nenhuma” de assumir a presidência da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). O Baixinho apontou o nome de Leonardo como o mais preparada para presidir a entidade.

“Ronaldo não. Longe disso. Ele não faz parte da sacanagem do futebol. Infelizmente, na Copa, escolheu o lado errado. No final, meteu o pé e entende que esses caras não são o que ele pensava que eram. Mas, para ser presidente da CBF, ele não tem condição nenhuma em termos de preparação”, comentou Romário.


Romário e Ronaldo fizeram a dupla “Rô-Rô” no ataque da Seleção Brasileira, onde tinham uma bela sintonia em campo. No entanto, os dois ex-jogadores começaram a divergir sobre as obras para a Copa do Mundo no Brasil. Político, o Baixinho criticava a realização do Mundial em solo brasileiro. Por outro lado, o Fenômeno se aliou à CBF e até fez parte da comissão organizadora da competição da FIFA no País.

Apoio a Leonardo e Zico alertado

“Uma pessoa que atuou em todas as posições do futebol foi o Leonardo. Não estou dizendo que ele deva assumir. Mas é uma pessoa que tem condições. Já teve experiência e seria um nome interessante”, analisou o Baixinho, apontando o nome do ex-jogador do Flamengo e São Paulo como um bom nome para assumir a CBF.


Sem poupar críticas ao atual comando da Fifa e da CBF, Romário voltou a chamar os dirigentes da entidade organizadora do futebol mundial de ladrões e deu um aviso a Zico, que admitiu interesse na presidência da Federação Internacional.

“Ele (Zico) sabe que não pode depender da CBF para isso (candidatura). A CBF vai votar em quem o Blatter (Joseph, presidente da Fifa) mandar”, alertou Romário, como sempre “alfinetando” a cúpula das duas entidades. “Dois ladrões se combinam”.


Publicidade
Publicidade