Publicidade
Esportes
Craque

Ronda Rousey acaba com a invencibilidade de Bethe Correia

Combate realizado no Rio de Janeiro e a campeã norte-americana venceu sem finalizar 02/08/2015 às 02:09
Show 1
Ronda deu mais um show dentro da jaula
acritica.com ---

Não deu nem pra começar! A norte-americana Ronda Rousey nocauteou a brasileira Bethe Correia na madrugada deste domingo na edição 190 do UFC, realizada no Rio de Janeiro.

Ronda e Beth começaram o combate partindo para a trocação franca, mas a gringa acertou um jab que acabou com a invencibilidade da lutadora brasileira aos 34 segundos do primeiro round.

“Espero que Bethe nunca mais use a família de alguém para promover uma luta. Que essa tenha sido a última vez. Muito obrigado a todos que me apoiaram durante todo esse tempo no Brasil. Obrigado também aos que me vaiaram, esse eu gostei ainda mais”, declarou a campeã.

Amazonense

O amazonense Dileno Lopes fez um belo combate, mas acabou derrotado na final do TUF categoria galo. Dileno e Reginaldo Vieira começaram em um ritmo alucinante no primeiro round, mas o combate acabou indo para a decisão dos juízes, que deram a vitória para Reginaldo.

“Foi uma experiência muito forte. Só eu sei o que passei por lá, a dor de decepcionar minha namorada, minha equipe, mas voltei e sou a prova de que, se você persistir e tiver fé, pode conseguir qualquer coisa”, discursou Reginaldo.

Confira os demais resultados


 UFC 190

1 de agosto, no Rio de Janeiro (RJ)

CARD PRINCIPAL

Ronda Rousey venceu Bethe Correia por nocaute aos 34s do R1

Mauricio Shogun venceu Rogério Minotouro por decisão unânime (triplo 29-28)


Glaico França venceu Fernando Açougueiro por finalização aos 4m46s do R3

Reginaldo Vieira venceu Dileno Lopes por decisão unânime (29-28, 30-27, 30-27)

Stefan Struve venceu Rodrigo Minotauro por decisão unânime (triplo 30-27)

Antônio Pezão venceu Soa Palelei por nocaute técnico aos 41s do R2

Cláudia Gadelha venceu Jessica Aguilar por decisão unânime (triplo 30-27)

CARD PRELIMINAR

Demian Maia venceu Neil Magny por finalização aos 2m52s do R2

Patrick Cummins venceu Rafael Feijão por nocaute técnico aos 45s do R3

Warlley Alves venceu Nordine Taleb por finalização aos 4m11s do R2

Iuri Marajó venceu Leandro Issa por decisão unânime (29-28, 29-28, 29-27)

Vitor Miranda venceu Clint Hester por nocaute técnico aos 2m38s do R2

Guido Cannetti venceu Hugo Wolverine por decisão unânime (triplo 29-28)

Publicidade
Publicidade