Publicidade
Esportes
Craque

Ronys brilha no Shooto Brasil 40 e fatura o cinturão dos leves

Ao todo, seis amazonenses venceram o Shooto Brasil 40. Keny Pinheiro, Rafael Moreira, Naldo Faveloso, Fábio Saci, Marcos Loro e Ronys Torres, foram os cascas grossas que mandaram em cima do ringue, representaram bem o Amazonas e levaram três mil pessoas ao delírio 24/06/2013 às 11:56
Show 1
Ronys Torres, de Manacapuru, conquistou o cinturão do peso-pena (até 66 kg)
acritica.com Manaus (AM)

No duelo mais aguardado da noite, o amazonense Ronys Torres venceu o goiano Geraldo Ferro por decisão unânime dos árbitros. Com a torcida a seu favor e um jogo de chão afiado, Torres foi superior em todos os rounds e administrou a vantagem construída à base de seus potentes socos até o fim da luta.

O duelo começou com Ronnys tomando a iniciativa. O amazonense tentou acertar algumas joelhadas em Geraldo Ferro, mas elas não tiveram muita eficiência. O dono da casa então levou a luta para o chão. Na primeira tentativa, Ferro foi para as cordas e conseguiu se salvar. Mas na segunda queda, não teve jeito. Ronnys montou a guarda e acertou diversos golpes no goiano. Ronys também conseguiu por duas vezes encaixar uma chave no braço esquerdo de Ferro e mesmo com os gritos de “quebra!”, vindos das arquibancadas, o goiano resistiu ao golpe até o gongo soar e decretar o fim do primeiro round.

No segundo round, o amazonense continuou mostrando seu domínio no solo. Só que desta vez, Torres resolveu “soltar a mão” em Ferro, massacrando o goiano com várias marretadas na cabeça e na linha de cintura. E a luta assim se manteve até o fim da segunda etapa.

Com os lutadores visivelmente cansados, o terceiro round foi o mais morno de todos. Ronys administrou a vantagem que construiu e no minuto final, decidiu gastar as últimas energias derrubando Ferro mais uma vez. O dono da casa castigou o invicto Geraldo com uma saraivada de golpes na cabeça. Quando o gongo tocou, ninguém no Studio 5 tinha dúvidas. Ronys Torres era o novo campeão e dono do cinturão dos leves do Shooto Brasil.

“Graças a Deus consegui levar este cinturão, e agora com toda certeza é hora de comemorar. Quero agradecer muito a minha família, pois foi uma luta dura, mas em todas as dificuldades só pensei nela, incluindo na parte de perder peso, que é um momento doloroso. Prometo que vou tentar manter este cinturão e honrar o nome do meu Estado”, comentou Ronys.

*Com informações da Assessoria de Comunicação da Semdej

Publicidade
Publicidade