Publicidade
Esportes
Siga o líder

Fast enfrenta Manaus buscando manter boa fase e seguir na liderança

Manaus e Fast repetem duelo que abriu o Campeonato Amazonense de 2016. Com cenários diferentes, o Rolo busca continuar na liderança e o Gavião tenta se aproximar do G4 24/09/2016 às 08:05
Show zcr032401 p01  2
Duelo também marca o encontro entre a melhor defesa contra o pior ataque da competição. Foto: Evandro Seixas
Valter Cardoso Manaus-AM

Trinta e seis dias depois de dar o pontapé inicial ao Campeonato Amazonense, Manaus e Fast voltam a se enfrentar neste sábado (23) em situações bem diferentes na competição. O jogo acontece no Estádio Roberto Simonsen, no Sesi,  às 11h, pela oitava rodada.

 Se na abertura da competição os times ainda estavam sem ritmo. Mais de um mês depois, a ideia do atual líder do campeonato, Fast, é justamente manter o ritmo que o levou até o topo da tabela.

“Na primeira rodada, era um time em formação, era uma estreia, jogadores se conhecendo ainda e agora estamos em uma crescente muito boa dentro da competição. Hoje é uma equipe forte que comprou a ideia do treinador e vem trabalhando focado e isso vem dando resultado”, analisou Roberto Dinamite, capitão do Fast Clube.

Já o Manaus ainda busca encontrar o ritmo que lhe garanta chegar ao G4 da competição, que dá acesso à segunda fase do campeonato.

“O que a gente podia errar a gente já errou no primeiro turno. A gente não pode mais errar.  O Manaus tem que correr atrás dos pontos perdidos no primeiro turno”, garantiu Igor Cearense, técnico do Manaus Futebol Clube.

Opostos

Além de distantes na classificação, os times também são opostos quando o assunto é gol.

O Fast tem a melhor defesa da competição. O Rolo Compressor sofreu apenas três gols nas seis partidas que disputou.

O Manaus sofreu dois gols a mais, mas o problema do time está na parte ofensiva. O time tem o pior ataque do campeonato com apenas quatro gols anotados. O número é pior que o do lanterna do campeonato. Mas o time espera superar esses números negativos.

“É uma equipe que joga e deixa jogar”, ponderou Igor Cearense, comandante do Gavião, sobre o adversário desta sábado.

Homenagem

A partida também marca o adeus a Guanair. O ex-arqueiro, que trabalhava como preparador físico do Fast faleceu na última quinta-feira (22). Ele receberá uma homenagem no estádio,  antes do início da partida.

Publicidade
Publicidade