Domingo, 19 de Maio de 2019
Craque

Salvação Baré: gol de amazonense salva o Vasco e mantém chances do Cruzmaltino na Copinha

Eduardo Melo marcou tento de empate do cruzmaltino com o São Raimundo-RR pela segunda rodada do torneio. Jogador conta que os pais largaram tudo em Manaus para ajudar filho a realizar sonho no futebol



1.jpg
O amazonense Eduardo Melo marcou o gol salvado sobre o São Raimundo-RR.
06/01/2016 às 12:29

Transformar vidas é uma das maiores essências do futebol. A história do herói cruzmaltino no segundo jogo da Copa São Paulo é o maior exemplo disso. O meio-campista Eduardo Melo, de 19 anos, nasceu em Manaus, no Amazonas, passou pelo futebol paulista e apenas no segundo semestre do ano passado conseguiu conquistar um lugar numa grande equipe brasileira. 

O engraçado, entretanto, é que o sonho parecia distante pouco tempo atrás. Quando disputava competições por equipes de várzea em sua cidade natal, Eduardo jamais imaginou que a atitude da sua mãe, Mônica Melo, seria o passaporte para uma mudança radical em sua rotina. Hoje em São Januário, o armador faz a alegria da família, quase toda vascaína.

“Sou natural de Manaus e tenho orgulho de representar minha cidade. Fui pego de surpresa em 2011 quando a minha mãe me contou que eu havia feito minha inscrição num peneirão da Portuguesa. Meu sonho sempre foi ser jogador de futebol, mas nunca passou pela minha cabeça que conseguiria realizá-lo, principalmente porque só atuava em times de várzea. Acabou que fui para São Paulo com meus pais, que largaram emprego e tudo para me acompanhar”, conta o jovem, lembrando que passou anos na Portuguesa antes de ir para o Vasco.


“A responsabilidade era grande, então dei o meu melhor e acabei sendo aprovado. Fiquei quatro anos na Lusa e durante esse período conheci o professor Rodney, que hoje é o meu treinador aqui no Vasco. A minha família sente um orgulho muito grande mim, não só por eu ter conseguido vencer os obstáculos que apareceram, mas também por estar atuando no Vasco. Quase todos os meus familiares são vascaínos”, revelou o camisa 17.

O tento anotado diante do São Raimundo-RR, nesta terça-feira (05), não foi o primeiro de Eduardo no Cruzmaltino, mas pode ser considerado o mais importante. O gol garantiu o empate que manteve o Vasco vivo na briga por uma vaga na segunda fase da Copinha. Com olhos brilhando e sorriso no rosto, o jovem não escondeu a satisfação ao comentar o feito.

“A emoção de marcar um gol é muito grande. Venho treinando durante muito tempo para ajudar a equipe em momentos decisivos. Agradeço a Deus e ao treinador por ter me dado a oportunidade de mostrar o meu trabalho. Encaro esse gol como o início da arrancada da minha carreira dentro do Vasco”, disse Melo, apontando que sua hora chegou.


“Esperei muito tempo por uma chance. Em relação aos nossos resultados na Copinha, eles não foram positivos, como esperávamos, mas acredito muito em nossa equipe. Nos comportamos bem nas duas partidas, mas infelizmente as vitórias não vieram. Vamos em busca dos três pontos contra o Nacional”, declarou o meio-campista.

Ao lado dos companheiros, Eduardo realizou na manhã desta quarta-feira (06) um treinamento regenerativo na academia do Hotel Excelsior. A atividade durou aproximadamente duas horas e contou com a participação de todos os jogadores, incluindo o zagueiro Daniel Gonçalves e o volante João Victor, desfalques no jogo anterior. O Vasco retorna aos gramados nesta quinta-feira (07), para enfrentar o Nacional-SP. Um triunfo coloca o Cruzmaltino na próxima fase da Copinha.

*Com informações da assessoria


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.