Publicidade
Esportes
Craque

Sandro Viana treina para conseguir vaga para os Jogos Pan-Americanos do Canadá

Aos 37 anos, o principal nome do atletismo amazonense se prepara para lutar por índice, para o que pode ser a sua terceira participação em Pan 30/12/2014 às 15:50
Show 1
Sandro Viana vai treinar em São Paulo
Lorenna Serrão Manaus (AM)

Realizar sonhos e cumprir metas que  foram deixadas de lado no ano que passou. Isso é o que quase todas as pessoas planejam fazer quando se inicia um novo ano. Mas para o velocista Sandro Viana a história é um pouco diferente.

Este ano, ao invés de traçar novos objetivos, ele simplesmente dará continuidade a um sonho que surgiu em 2014 e que está cada vez mais perto de se tornar real. Aos 37 anos, o principal nome do atletismo amazonense tem um só foco: Garantir uma vaga nos Jogos Pan-Americanos de Toronto, no Canadá.

A ideia de participar, pela terceira vez, de um Pan apareceu após o atleta sofrer um acidente de carro nos Estados Unidos, em abril passado.

“A minha decisão (participar do Pan no Canadá) veio depois do grave acidente que sofri. E do que procurava naquele momento. Na hora da batida, apenas um fio de esperança me fez sobreviver. Nos dias de recuperação, sozinho em um País distante, eu só  me perguntava por que aquilo tinha acontecido. E o motivo é o mesmo que me leva a tentar essa classificação: Um sonho!”, relembrou.

Desde que decidiu que iria correr atrás de índice para o Pan do Canadá, Sandro intensificou o treinamento. E apesar de saber, que ao contrário do que aconteceu nos Jogos de 2007 e 2011, ele segue confiante e certo de que o melhor ainda está por vir.

“É difícil, em 2011 eu tinha apenas três adversários, agora são nove concorrentes. Tenho um longo ano pela frente e um curto espaço para acertar. Terei que ser focado o tempo todo. Vou treinar e passar por todos os estágios da preparação. Mas acima de tudo, vou me divertir correndo como faço sempre. Amo treinar, amo o esporte. Só o fim justificará os meios”, comentou.

Sobre a idade, o atleta afirmou que pelo menos por enquanto, ainda não sente nenhum “peso”. “Eu me baseio nos dois últimos anos de treinos e competições e sou o mesmo atleta de sempre”, completou.

Com experiência não só em Jogos Pan-Americanos, mas também em Mundiais e em Olimpíadas (Pequim 2008 e Londres 2012), Sandro Viana revela que é um exemplo não apenas para atletismo local, mas também para o nacional.

“Este ano vou treinar em um grupo com os melhores atletas do Brasil. E preciso dizer, que mesmo estando melhores que eu, imploraram  para que eu fizesse parte. Isso me orgulha. Muitos atletas me pedem conselhos e sei que muitos deles me tem como um bom exemplo e isso sem dúvida é motivador”, finalizou o velocista.

Publicidade
Publicidade