Publicidade
Esportes
Craque

Santo forte: torcedores do Vasco estão animados com recuperação do time

Animados com o time - que não perde há 4 jogos e saiu da lanterna do Brasileirão - vascaínos estão otimistas e dizem que o Bacalhau não vai cair. Hoje, a equipe pega o São Paulo pela Copa do Brasil 23/09/2015 às 11:14
Show 1
Em frente à Igreja de São Jorge, o torcedor vascaíno e devoto do Santo Guerreiro, Emerson dos Santos pede aos céus para que o time permaneça na Primeira Divisão
paulo andré nunes ---

O torcedor de verdade acredita e sempre tem fé no seu clube de coração, independente da situação pela qual ele passa. No caso dos vascaínos, que presenciam o clube enfrentar uma das piores fases de sua história, este sentimento é cada vez maior e está difícil de terminar. Que o digam três desses apaixonados fanáticos entrevistados pelo MANAUS HOJE, que estão recorrendo até mesmo a “ajuda divina” em prol do clube de São Januário. Em coro, como em uma arquibancada, eles afirmam: o Vascão não vai cair para a 2ª Divisão do Brasileirão novamente!

O profissional em marketing Emerson Guimarães dos Santos, 42, é devoto de São Jorge. Jorge, aliás, é o nome do técnico Jorginho, ex-jogador do próprio Cruzmaltino e que, desde que chegou ao clube, nas últimas quatro rodadas, já conseguiu 10 de 12 pontos possíveis na competição. E é no Santo Guerreiro que o torcedor fez orando em busca da salvação do seu time. “Sou morador da Compensa, bairro próximo, e tenho devoção por São Jorge. Já frequentei muito a igreja. E tenho fé que o Vasco vai superar esse momento difícil no Brasileirão e sair dessa situação. Eu, como torcedor fanático, não temo o rebaixamento. O Vascão vai acabar nos dando alegria no final”, comentou ele, em frente à igreja do santo, na Zona Oeste.

Emerson já chegou a fazer uma promessa a São Jorge para o Vasco conquistar a Copa João Havelange, em 2000, sobre o São Caetano. “Prometi ao santo que iria na procissão dele usando o uniforme e a bandeira do Vasco. Fomos campeões e eu cumpri”, relembra o torcedor. Desta vez, contra o rebaixamento, Emerson preferiu acreditar na reação e não fez nenhuma promessa ao santo guerreiro. Ele elogiou o desempenho do técnico Jorginho. “Ele é o principal articulador e a alma do time; antes o psicológico estava abalado e agora os jogadores estão mais seguros”. Emerson ainda torce para que o atacante Jorge Henrique volte a jogar bem agora pelo Bacalhau. “Ele fez um gol importante sobre o Flamengo (na Copa do Brasil), mas acho que está batido”, frisa o torcedor. Contra o São Paulo, hoje à noite, pela Copa do Brasil, a expectativa de Emerson é por um 2 a 1 Cruzmaltino dentro do Morumbi.

De Parintins

Natural de Parintins (a 325 quilômetros de Manaus), o assessor parlamentar Chrystian Barros Nascimento, 26, trocou de cidade, mas nunca vai mudar de time do coração. “Nós vascaínos estamos otimistas porquê o Vasco deu essa reagida. E melhor ainda porque o Flamengo está perdendo (risos). A crise acontece em todos os times mas nós estamos superamos e já saímos da lanterna. Como todo vascaíno eu boto fé no time que não vamos cair”, diz o supersticioso Cruzmaltino, que usa a mesma camisa do Vascão em todos os jogos.

Análise

Ex-zagueiro profissional de times como o América, Rio Negro e Atlético-PR, o profissional de Educação Física Raiderson Maia de Araújo, 35, está contente pelo clube ter corrigido, nesta reta final do Brasileiro, “problemas como a desorganização e a falta de raça”.

Sua superstição é assistir aos jogos sozinho ou em companhia da esposa Evelyn e dos filhos Gabriel, 6, e Gabriela, 14. E, da sua parte, não será por falta de fé que o Vasco não sairá dessa situação. “Fico torcendo e manda energia positiva para os jogadores. Isso conta muito”, conta ele.

Publicidade
Publicidade