Sábado, 20 de Abril de 2019
publicidade
modesto.jpg
publicidade
publicidade

Impeachment no Santos

Santos têm contas rejeitadas por conselho do clube e presidente pode sofrer impeachment

Após as contas do primeiro ano de gestão de Modesto Roma serem rejeitadas, o presidente pode sofrer impeachment previsto em estatuto. Foram 83 votos pela reprovação e 81 contra


28/04/2016 às 13:55

O presidente do Santos, Modesto Roma, teve as contas do balanço patrimonial do Santos de 2015, reprovadas pelo conselho deliberativo do clube nesta quinta-feira (28). Foram 83 votos contra (pela reprovação) e 81 a favor. Com o resultado, o mandatário do Santos pode sofrer impeachment já que o Estatuto Social do Peixe prevê afastamento do presidente caso as contas sejam reprovadas.

O impeachment terá que ser pedido e aprovado no Conselho para que presidente seja afastado. As contas de Modesto foram reprovadas em meio a irregularidades em contratações, renovações sem a aprovação do conselho. Uma das insatisfações do conselho é a venda e a recompra do volante Alison.

"O conselho fiscal entende que não pode existir comissões em caso de atletas de custo zero. Se não paga o empresário para fazer o jogador que está livre no mercado, o jogador não vem. É a realidade do futebol. O empresário cobra comissão, sim", explicou Modesto na reunião.

"O conselho também não entende pagar comissão nas renovações de técnicos, auxiliares e etc. Eles têm empresários sim. No caso do Dorival, o empresário dele é o Edson Khodor, cunhado do Dorival. Vocês acham que os grandes técnicos não tem empresário? É só ter mais contato com o futebol. Não morro de amores por empresários, mas é a realidade do futebol", disse Modesto.

publicidade
publicidade
Masters do Corinthians enfrenta Seleção Evangélica do AM na Arena em maio
Ball Cats vai em busca do título da Champions Ligay em Brasília
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.