Publicidade
Esportes
PRA CHEGAR

Santos terá de torcer contra rival para chegar a liderança

Equipe enfrenta nessa quarta-feira (29) o Grêmio fora de casa de olho na primeira posição. Peixe terá de torcer contra o Palmeiras 29/06/2016 às 14:22
Show gabriel barbosa santos 16092014 1m3qi5pl1dtaz17ame03ncwts2
Convocado para os Jogos Olímpicos, Gabigol terá a missão de levar o clube para a primeira posição. (Foto: Reprodução)
acritica.com

O começo irregular do Santos no Campeonato Brasileiro deu lugar à chance de assumir a liderança da competição nesta 12.ª rodada. Se o time bater o Grêmio, às 18h30, na Arena Grêmio, em Porto Alegre, terá de torcer contra Palmeiras (contra o Figueirense, nesta quinta) e Internacional (contra o Flamengo) para assumir o primeiro lugar. A sequência de quatro vitórias nas últimas cinco rodadas dá ao time o melhor momento na competição. 


Mesmo sem o centroavante Ricardo Oliveira, machucado, a equipe achou Rodrigão como substituto e contou com as voltas do meia Lucas Lima e do atacante Gabriel, que estavam com a seleção brasileira na Copa América Centenário, para conquistar os resultados. As vitórias levaram o Santos ao terceiro lugar na classificação do Brasileirão, mas o elenco tenta negar a alegria pela fase positiva. 


O lateral-direito Victor Ferraz afirmou nesta ontem que os jogadores têm comentado entre si que é necessário evitar se acomodar para que o time não sofra um revés contra o Grêmio. "Acho que toda a euforia criada em cima de nosso time é pelas atuações. Mas não podemos entrar nessa. Ganhamos o clássico jogando bem, mas falei para os jogadores que só valeu três pontos”, afirmou o lateral-direito.

A equipe vem de vitória por 4 a 2 sobre o Fluminense, em Cariacica (ES), e de um 3 a 0 sobre o São Paulo, no último domingo, no estádio do Pacaembu, em São Paulo. A tentativa do Santos de não se animar excessivamente contrasta com a situação ruim do Grêmio.

O time gaúcho, mandante do jogo desta quarta-feira, vem de duas derrotas. “É muito difícil enfrentar o Grêmio, de qualquer jeito, em qualquer situação. É um time de jogadores extremamente técnicos e renomados, que não sentem a pressão. Mas estamos preparados”, afirmou Victor Ferraz. O técnico Dorival Júnior manterá os titulares que bateram o São Paulo.

Publicidade
Publicidade