Quarta-feira, 20 de Novembro de 2019
SEGUNDONA

São Raimundo e Amazonas fazem confronto de vice-líder e líder no estádio da Colina

Sonhando com as vagas do acesso, Tufão e Onça Pintada fazem jogo decisivo pela terceira rodada do Amazonense Série B



WhatsApp_Image_2019-10-25_at_21.37.49_83DFA1B6-6B6D-449C-83E2-78F8E73B5539.jpeg Foto: Divulgação/SREC
26/10/2019 às 10:11

A tarde deste sábado (26) reserva um grande jogo para o torcedor baré. No estádio Ismael Benigno, a Colina, a bola rola às 18h (de Manaus) para a partida entre São Raimundo e Amazonas, que vale pela terceira rodada do Amazonense Série B. Atual vice-líder do torneio com 3 pontos, o Tufão da Colina retorna de folga na última rodada e pode ser o novo líder caso vença. Isso porque quem lidera é o próprio Amazonas, com 4 pontos.

Favorito a ficar com uma das vagas do acesso, o São Raimundo chega para o confronto com dois desfalques. Denis Maranhão, autor do gol da vitória sobre o Clipper na primeira rodada - o único do Tufão na campanha até o momento -, e Thiago Brandão estão lesionados e não enfrentam o Amazonas.



Para subir, a concorrência de duas equipes prometem dar trabalho - justamente os dois primeiros desafios no torneio. Após Clipper, o São Raimundo enfrenta o Amazonas na terceira rodada. E para manter o sonho pelo acesso vivo, o Tufão conta com os gols do centrovante Ray.

“A expectativa é muito boa. Espero que, junto dos meus companheiros, possamos marcar os gols que o São Raimundo precisa para conseguir o acesso à Série A do Amazonense”, apontou Ray, que é uma das esperanças do Tufão para colocar a bola no fundo das redes.

Sobre o desafio de hoje, o centroavante aguarda um duro confronto. E segundo ele, o time foi bem preparado sob o comando do treinador Paulo Morgado.

“Será um jogo complicado e difícil. Mas treinamos bem durante a semana e estamos bem concentrados. Se Deus quiser, conseguiremos um bom resultado para dar mais um passo rumo à elite do Estadual”, afirmou o centrovante do Tufão. 

Pensando nos estilos de atuação, Ray aguarda um Amazonas vindo com a mesma postura dos dois últimos jogos, acreditando que o jogo é importante tanto para o Tufão quanto para a Onça Pintada.

“O Amazonas atuou bem tanto contra o Tarumã, na estreia, quanto contra o Clipper. É um jogo decisivo, então tudo pode acontecer. As duas equipes são ofensivas. Para eles é um jogo de vida ou morte, por só terem mais um jogo além desse”, explicou Ray.

Do outro lado

Pelo lado do Amazonas, o primeiro ano de história já tem sido impactante. Competindo na Série B do Estadual pela primeira vez, a Onça Pintada já pode garantir acesso à elite na ‘estreia’ - e vai caminhando bem. 


O camisa 9 Daivison também carrega expectativas no Amazonas. Foto: Clóvis Miranda/Freelancer

Caso vença o São Raimundo, a Onça chegaria a 7 pontos, o que já garantiria classificação para as semifinais do Estadual. Caso garanta a primeira colocação, a equipe da Zona Leste enfrenta o quarto colocado no mata-mata. Vale lembrar que a Segundona dá duas vagas na elite.

News leonardo 9028af08 26fb 4271 b322 4409cded8370
Repórter do Craque
Jornalista em formação na Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e repórter do caderno de esportes Craque, de A Crítica. Manauara fã da informação e que procura aproximar o leitor de histórias – do futebol ao badminton.

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.