Terça-feira, 24 de Novembro de 2020
PUNIÇÃO

São Raimundo e torcedor são punidos por caso de assédio à jornalista

Fato aconteceu na partida entre Tufão da Colina e Manaus, na abertura do segundo turno do Campeonato Amazonense. No Dia Internacional da Mulher, Larissa Baliero, da Rádio Difusora, recebeu ofensas de Eyler Nogueira



tuf_o_1403E5E0-DC67-449D-9C30-D529A9D2307C.jpg São Raimundo foi derrotado por 3 a 0 no jogo. Foto: Divulgação/FAF
07/04/2020 às 15:28

Na tarde dessa segunda-feira (6), o Tribunal de Justiça Desportiva do Amazonas (TJD-AM) julgou, em sessão remota, o São Raimundo por mais um episódio envolvendo torcedores que, dessa vez, ofenderam a jornalista Larissa Baliero, da Rádio Difusora, em 8 de março, o Dia Internacional da Mulher. O episódio aconteceu na partida entre Tufão da Colina e Manaus, pela abertura do segundo turno do Campeonato Amazonense.

Na sessão da Comissão das Mulheres, decidiu-se que: o São Raimundo foi condenado à multa pecuniária de R$ 3 mil; cumprimento de 20 partidas com faixa pregando respeito as mulheres; Torcida Organizada Furacão Azul (TOFA) suspensa por 30 dias; e Eyler Nogueira Curico, torcedor e presidente da TOFA que ofendeu a jornalista, suspenso por 720 dias (2 anos) - em caso de descumprimento, será multado em R$ 10 mil.



A sessão da Comissão das Mulheres contou com a presença da Dra. Arlete Mesquita, Auditora do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), que parabenizou a iniciativa do TJD-AM e citou o pioneirismo não somente na sessão composta por auditoras mas também pelas transmissões remotas, parabenizando Edson Rosas Júnior, presidente do TJD-AM, pelas iniciativas.

Agradecimento pelo apoio

Vítima das injúrias justamente no Dia Internacional da Mulher, a jornalista Larissa Baliero agradeceu o apoio dado antes do processo chegar ao julgamento. "Estou muito feliz com o resultado, porque isso vai servir de lição para quem vai ao estádio sem o devido respeito a quem está trabalhando. O indivíduo ser banido dos estádios por dois anos é uma vitória. Que ele aprenda a respeitar as mulheres. Isso não deveria estar mais acontecendo", afirmou a profissional da comunicação.

Já pelo lado do Tufão da Colina, o advogado Ricardo Jerônimo disse que o clube vai recorrer somente da multa de R$ 3 mil. De acordo com o defensor do clube colinense, o movimento está amparado pelo precedente jurídico. já que o Fast conseguiu retirar a multa em dinheiro imposta no caso de xingamentos do presidente do Tricolor de Aço, Denis Albuquerque, ao trio de arbitragem na partida contra o Manaus, na semifinal do primeiro turno do Barezão.

News leonardo 9028af08 26fb 4271 b322 4409cded8370
Repórter do Craque
Jornalista em formação na Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e repórter do caderno de esportes Craque, de A Crítica. Manauara fã da informação e que procura aproximar o leitor de histórias – do futebol ao badminton.

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.