Publicidade
Esportes
Festa na Colina!

São Raimundo faz 6 a 2 no Nacional Borbense e se consolida no G4

O Tufão vinha de uma sequência de 3 empates seguidos e continua próximo do bloco de cima do campeonato. Borbense cada vez mais lanterna. 22/09/2016 às 08:59
Show 2afd49cf d408 42c7 9d59 1a0202a24b62
Americano marcou duas vezes e continua como artilheiro do Campeonato Amazonense. Atacante já soma 6 gols. (Foto: Antônio Lima)
Valter Cardoso Manaus-AM

Em um jogo com ritmo frenético, o São Raimundo venceu o Nacional Borbense na noite desta quarta-feira (21). Em jogo com pênalti anulado, expulsão e golaço, o Tufão saiu de campo com um resultado elástico: 6 a 2.

Com os três pontos somados na Colina, o São Raimundo segue na quarta posição do Campeonato Amazonense e já projeta uma nova escalada na classificação.

"Os noventa minutos nós jogamos para frente. Todo tempo eu tinha consciência do potencial da nossa equipe", garantiu Alberone, treinador do São Raimundo.

Se o Tufão se preocupa apenas com o topo da tabela, o Nacional Borbense fica numa situação cada vez mais complicada na tabela, isolado na lanterna com apenas um ponto somado em 6 jogos disputamos. 

"É lutar, ficar lutando e buscar. Nossa zaga toda é amadora, jogadores que não tem experiência nenhuma. Mas vamos lutar, a questão toda é não parar porque a gente tem chance, tentar arrumar a casa. Desistir jamais", garantiu Robson Sá, treinador do Nacional Borbense.

 

O jogo

Aos 29 minutos, Americano foi empurrado dentro da área e o árbitro marcou pênalti. O próprio atacante se posicionou e concerteu a cobrança, mas o juiz apontou invasão de área e decidiu anular o pênalti além de dar a posse de bola para o Nacional Borbense.

Aos 37, mais um pênalti marcado a favor do São Raimundo. Desta vez sem polêmica, Americano bateu no meio do gol e abriu o placar na Colina.

Mas foi no segundo tempo que o placar ficou movimentado. Logo aos 6 minutos, João recebeu passe na esquerda, avançou e encontrou Americano livre para ampliar o placar.

Aos 10 minutos, Daniel deu uma sobrevida ao Camaleão. O invadiu a área em velocidade e finalizou com categoria para marcar o primeiro do Nacional Borbense, 2 a 1.

O ritmo de jogo continuava intenso e com 13 minutos Americano quase marcou seu terceiro ao carimbar a trave e Marinelson e o São Raimundo continuava a levar perigo nas jogadas de velocidade. Marinelson chegou a perder duas grandes chances de ampliar o placar, mas na terceira foi fatal. O atacante driblou dois zagueiro e acertou o canto baixo do goleiro para fazer o terceiro do Tufão.

Aos 29, o zagueiro Pedrinho, do Nacional Borbense, cometeu falta em Marinho e foi expulso da partida, complicando ainda mais o jogo para o time de Borba. Com espaço, o São Raimundo passou a fazer as triangulações com facilidade e aos 37, Marinho recebeu livre na área e rolou para Araxá ampliar o placar. 

Logo em seguida, aos 41, Pêpe aproveitou um vacilo e marcou o segundo do Borbense.

Mas nem nos acréscimos os gols pararam de sair. Aos 45 minutos, Marinho aproveitou um erro bizarro do goleiro Pablo para dar números de goleada.

O golpe final veio um minuto depois. Araxá recebeu sozinho após passe de Lanza, em lance que parecia treino e, finalmente, deu números finais a partida, 6 a 2.

Publicidade
Publicidade