Segunda-feira, 20 de Janeiro de 2020
CAMPEÃO

São Raimundo vive drama nos pênaltis mas fatura título Amazonense Sub-21

Perdendo por 2 a 0 até os 20 do segundo tempo, o Nacional buscou o empate mas perdeu nos pênaltis. O jogo que deu o título para o São Raimundo aconteceu na noite de hoje (9), na Arena da Amazônia



e78a57a0-eca7-49a5-8363-ceafadae8b34_AF6BE254-7A03-4E00-B925-E0A11881EF57.jpg Foto: Sandro Pereira
09/12/2019 às 22:50

A grande final do Campeonato Amazonense Sub-21, entre São Raimundo e Nacional foi cheia de emoção até o último segundo da peleja. Perdendo por 2 a 0 até os 20 do segundo tempo, o Leão da Vila buscou o empate mas perdeu nos pênaltis. O jogo que deu o título para o São Raimundo aconteceu na noite de hoje (9), na Arena da Amazônia.

“Sabíamos da qualidade do time do Nacional, mas a união do nosso grupo fez a diferença, é pra coroar o grande trabalho que vem sendo realizado com esses meninos”, afirmou Jaime Vauly, comandante do São Raimundo. 



A partida começou nervosa, como era de se esperar num jogo tão valioso para os jovens do Tufão e do Leão. Os 10 minutos iniciais foram totalmente equilibrados e pouco construtivos por parte dos dois times. A falta de calma foi determinante para a maioria das jogadas terminarem em erros de passe ou finalizações que passavam longe do gol. Já no fim da primeira etapa, aos 43, o São Raimundo alçou bola na área e Leomar subiu no ‘terceiro’ andar para abrir o placar. 

No segundo tempo, o Nacional voltou determinado a empatar a partida, visivelmente mais concentrados, os pequenos leões imprimiram um ritmo completamente diferente no jogo. Apesar disso, ao se lançar inteiramente ao ataque, o time deixou espaço para um fulminante contra ataque do Tufão, que aproveitou a chance com belo chute de Natan, aos nove minutos. 

Mesmo assim, o Nacional continuou pressionando e achou o gol com o zagueiro Cleberson, subindo mais alto que todo mundo em cobrança de escanteio. O empate parecia natural e ele veio: Emerson sofreu pênalti e João Bruno cobrou com categoria para deixar tudo igual no placar. 

O tempo regulamentar terminou empatado e o drama dos pênaltis começou na Arena, o goleiro Victor do Nacional, deixou seus companheiros em condições de liquidar a fatura duas vezes, mas viu as cobranças serem desperdiçadas. Nas cobranças alternadas, Gean converteu para no São Raimundo e Matheus Mineiro, do Naça, chutou em cima de Miguel e viu o goleirão sair pra comemorar o título. 

“Infelizmente o time não conseguiu aproveitar o bom momento na partida e nos pênaltis não aproveitamos nossas chances também”, disse José Ribamar, técnico do Nacional.

News whatsapp image 2019 06 21 at 16.12.51 7cbfadd4 8d2b 47cf a09e 336b83276e71
Repórter de A CRÍTICA

Mais de Acritica.com

20 Jan
trans_8C3DB8BB-BCF9-43E8-B068-3BED79D3DBF5.JPG

Mutirão retifica nomes e assegura identidade de travestis e transsexuais

20/01/2020 às 20:27

Como o procedimento feito diretamente no cartório não é tão simples (a lista de documentos exigidos é extensa) e nem sempre é barato (custa em média entre R$350 a R$ 400), a ação visa não somente facilitar a vida das pessoas transexuais que desejam alterar o nome e gênero de registro em sua documentação de nascimento, como também vai acompanhar e custear a certidão de tabelionato de protestos


Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.