Publicidade
Esportes
Craque

‘São todos heróis’, diz Eduardo Clara sobre o grupo que luta por vaga nas semis do Barezão

O treinador do São Raimundo enalteceu todo o elenco na reta final do Estadual. Com vários jogadores machucados e outros suspensos, mais do que nunca o trabalho de equipe será usado pelo técnico para chegar à próxima fase do campeonato amazonense 19/05/2015 às 14:23
Show 1
Elenco de heróis. Mesmo lutando contra as adversidades, time do São Raimundo ainda briga por vaga na próxima fase do Barezão.
Denir Simplício Manaus (AM)

Heróis. Assim poderia ser chamado o grupo do São Raimundo. As palavras são do técnico Eduardo Clara, que se esquiva dos elogios e prefere exaltar toda a equipe nos momentos decisivos em que antecedem mais uma “decisão” para o Tufão da Colina. Com mais um duelo de vida ou morte na noite desta quarta-feira (20), com o Iranduba, o time colinense vai à luta pela classificação às semifinais do Campeonato Amazonense.

“Não sou herói. É que sou o treinador e todas as atenções se voltam pra mim, pois estou no comando. Mas tem toda uma equipe por trás. Desde a tia, que faz a comida, até o roupeiro, esses sim, são heróis”, afirmou Clara quando questionado se poderia ser considerado um herói por ter de lidar com tantos problemas na equipe e também extracampo.

Clara também elogiou toda a comissão técnica e os jogadores do time. “Tem o preparador físico, que me acompanha desde o Rio Grande do Sul. Tem o doutor, que está sempre atento... e os atletas, que nunca fizeram corpo mole. Sempre se doaram em campo e acreditam na gente”. Com salários atrasados e o departamento médico repleto de lesionados, o Tufão tem superados as adversidades e segue vivo no Barezão.

Tufão remendado

Com as ausências confirmadas do volante do zagueiro Uilton, que recebeu terceiro cartão amarelo, do volante Adonias e do atacante Kléber, expulsos contra o Rio Negro, Clara ainda tem uma série de atletas contundidos no plantel. “As contusões do Alex Amaro, Neto, Claílson e Maikinho são mais graves. Esses não têm condição de jogo mesmo. Mas tem as voltas do Gilson e do William. Vou ver como monto a equipe pro jogo de amanhã”, afirmou o treinador, lembrando das dificuldades para definir o time titular que encara o Hulk, às 20h, na Colina.


Com boa atuação na vitória sobre o Rio Negro, Jaiminho deve ser mantido no ataque ao lado de Ramon. A zaga deve ser montada com Getúlio, Fernando Júnior, Willian e Vamberto. Clara não confirmou, mas pode entrar em campo com o meio formado por Carlos, Paulinho 47, Gilson e Joaldo. Thomas, que entrou jogando contra o Galo e foi sacado ainda na primeira etapa, também é uma opção.

Apoio da arquibancada

“Sobre a torcida, eu só tenho a agradecer”, disse Eduardo Clara quando perguntado o que esperava da torcida nos dois últimos jogos do campeonato. O técnico do Mundico afirmou ter certeza que os torcedores “empurrarão” a equipe nas duas últimas rodadas do Amazonense.


“Sinceramente, nem preciso pedir (apoio). Tenho certeza que eles vão nos apoiar sempre. Assim como fizeram no primeiro jogo lá em Borba. Como sempre fazem nos jogos aqui em Manaus. Os torcedores do São Raimundo são fora de série e só tenho a agradecer a ajuda que eles nos dão”, elogiou.

Um olho no peixe...

Sobre o confronto com o Iranduba, Clara se disse preocupado com a boa evolução do time comandado por Sérgio Duarte. “O Iranduba vem mostrando dentro de campo que é uma equipe que se acertou. Que vem jogando bem... conseguiu o empate com o Princesa e tem um grande treinador. Será um jogo difícil, mas estamos bem e esperamos fazer uma boa partida”, explicou.


Clara preferiu não falar sobre o jogo entre Penarol e Rio Negro, marcado para às 15h, no estádio Floro de Mendonça, em Itacoatiara. Tufão e Leão da Velha Serpa lutam pela última vaga nas semifinais do Estadual e o Mundico entrará em campo contra o Iranduba à par do resultado do jogo em Itacoatiara. “Estamos preocupados somente com o nosso jogo. Não adianta nada entrar sabendo do resultado dos outros se não fizermos a nossa parte”, finalizou o treinador.


Publicidade
Publicidade