Terça-feira, 21 de Maio de 2019
Craque

Sãos e salvos: após erradicar vírus Ebola, Guiné é autorizada a receber partidas de futebol

A Confederação Africana de Futebol (CAF) liberou o país a receber partidas internacional depois de mais de um ano de paralisação. Tudo por causa do medo da transmissão do vírus Ebola 



1.jpg
Guiné foi liberada para receber futebol após erradicação do vírus Ebola.
04/01/2016 às 13:47

 

Guiné foi autorizada a receber jogos internacionais de futebol após ser declarada livre da transmissão do vírus Ebola, informou a Confederação Africana de Futebol (CAF) nesta segunda-feira (4).

A seleção 50ª colocada no ranking da Fifa foi proibida de receber partidas em casa em agosto de 2014, e desde então vinha jogando suas partidas como mandante em Casablanca, no Marrocos.

O país do oeste africano foi declarado livre da transmissão do Ebola, após mais de 2.500 pessoas terem morrido devido ao vírus. Agora, a Libéria é o único país que ainda conta os dias para se ver livre da epidemia.

"A CAF... confirma a retirada da proibição à organização de jogos continentais em Guiné, e de todas as competições organizadas pela CAF", disse o secretário-geral da confederação, Hicham El Amrani.

O próximo jogo de Guiné em casa será contra o Malaui pelas eliminatórias da Copa Africana de Nações, em 23 de março.




Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.