Terça-feira, 26 de Maio de 2020
Craque

Schumacher corre risco de ficar paralisado para o resto da vida

Apesar de não correr mais risco de morte, o sangramento nos dois lados do cérebro do heptacampeão mundial, Michael Schumacher, não cessou, o que pode trazer graves sequelas para seu corpo, como a paralisia



1.jpg Primeira imagem do resgate de Schumacher após o acidente na pista de esqui na França foi divulgada na internet
04/01/2014 às 17:42

O heptacampeão mundial da Formula 1 Michael Schumacher corre risco de ficar paralítico quando sair do coma induzido que vem sendo mantido desde o acidente em uma pista de esqui nos alpes franceses. A informação pelo médico Gerard Saillaint, que cuida do corredor alemão, ao ex-piloto da categoria F1, Philippe Streiff.

Conforme noticiou o site Globo Esporte neste sábado (4) Streiff falou à imprensa internacional após conversar com o médico. “Ninguém sabe dizer como vai sair dessa ainda. Ele (Saillant) me disse que ainda não sabe como a história vai acabar. Estão fazendo tomografias todos os dias para ver como os edemas estão sendo absorvidos e, quanto mais rápido foram absorvidos, menos ele vai ficar paralisado. Mas se a hemorragia continuar por muito tempo, ele corre o risco de ficar paralisado completamente”, afirmou Streiff.



O próprio Streiff tem experiência neste tipo de lesão no cérebro, uma vez que o mesmo ficou paralítico há 25 anos após um grave acidente na pista de corrida de Jararepaguá, no Rio de Janeiro, durante uma disputa da etapa da Fórmula 1.



Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.