Sexta-feira, 25 de Setembro de 2020
PARCERIA

Segundo pai: lutador conquista cinturão com técnico na UTI

Treinador Cristiano Carioca ficou sendo monitorado pela esposa, que é médica, para acompanhar o pupilo Jadson Moraes se consagrar no Mr. Cage 44



WhatsApp_Image_2020-08-09_at_17.23.23_718FD18C-FCF2-4C36-AEDE-2829ED6F1475.jpeg (Fotos: Divulgação)
09/08/2020 às 17:51

A convivência nos tatames de lutas constrói laços entre lutadores e mestres de forma que o instrutor se torna um segundo pai. Seja pelo ensinamento das técnicas de luta, pela motivação de cada dia e às vezes até conselhos para a vida. No caso de Jadson Moraes, a rotina de treinos na Carioca Academy, do mestre Cristiano, não foi diferente. Treinando juntos desde 2014, o atleta de Manaus sempre teve o apoio e as instruções do treinador à beira do palco de luta. Porém no dia 25 de julho, no Mr Cage 44, Jadson teve que se adaptar a uma realidade diferente: a ausência do mestre.

Enquanto o lutador tentava colocar em prática o aprendizado, o mestre assistia a luta em uma unidade de tratamento intensivo. Internado após complicações causadas pelo novo coronavírus, o técnico viu de longe, o pupilo faturar o cinturão e se emocionou bastante. A comoção também tomou conta do evento de artes marciais mistas com a homenagem feita pelo lutador. Jadson conta que foi difícil se adaptar a lutar sem os gritos de Carioca pedindo ‘raça’.



“Foi um pouco difícil. Em todas as minhas lutas, quem ta lá do lado é ele. Foi difícil me adaptar sem ele ali, então na hora da luta pensei muito nele e no que sempre ele fala. Ele conversa muito com a gente antes da luta. E na minha cabeça, eu vi ele falar ‘raça’ todo o tempo”, disse o lutador que entrou usando uma camisa com hashtag ‘#forçamestre’ e após a vitória fez um discurso emocionado. “Na hora que eu ganhei, peguei o microfone e disse que dedicava essa vitória a ele e que eu o amo, e desejei melhoras. Sempre fui muito apegado a ele, tanto que nós treinávamos juntos e ele foi morar em Boa Vista e eu fui atrás dele. Passei três meses morando lá pra treinar com ele. Sempre fomos muito próximos e a relação é de pai e filho. Respeito muito ele como mestre, sempre chamei de pai e o que tiver ao alcance dele, ele faz pra me ajudar”, relatou.

O mestre Carioca recebeu alta na última semana, mas ainda está em casa se tratando de uma lesão ocular, consequência da COVID-19 e não pode ter emoções fortes, ou treinar. Via Whatsapp, a esposa do treinador, Márcia Karam, que é médica, explicou que ele foi internado no dia 20 de julho e ficou no hospital por 11 dias, sendo três dias na UTI em uso de ventilação não invasiva. Durante a internação, ela conta que liberou que ele acompanhasse a luta

“Eu liberei o celular pra ele nesse dia e fiquei monitorando, pois ele iria ficar muito mais tenso e triste se não assistisse a luta. Como sou médica pude ficar observando ele de perto, de olho na frequência cardíaca e na saturação (oxigenação). Ele acompanhou a luta e foi muito emocionante, por tudo que ele estava passando. Foi um grande presente a vitória do Jadson. Choramos juntos, pois o Jadson é muito querido e a homenagem que ele fez  foi linda”.
 
Carioca treina 15 atletas profissionais na academia como Jadson Moraes, Mayana Kellem, Day Monster, Adriano Martins, Carlos Pramuk, Dhiego Thai, Davina Maciel, Ramon Flecha e durante a internação, Karam contou que o mestre recebeu mensagem de vários atletas não só do Brasil como também ex-alunos do Japão, onde morou por um ano e meio.

“Ele trata os atletas como filhos dando não só treinamento, mas uma boa conversa. O Carioca compra o sonho deles, vive o sonho de chegar ao topo com eles e isso faz essa relação ir além de profissional e passa a ser realmente uma família”.

Ainda sem ver o mestre, Jadson espera que ele se recupere para que juntos eles comemorem a vitória. “Confesso fico aflito, peço a Deus que restaure sua saúde para que possa estar logo fazendo o que ele ama. Ainda não nos falamos pessoalmente depois da alta, mas no pouco que falamos, ele estava muito feliz ainda falando da luta. Ficou muito orgulhoso por eu ter vencido o GP e disse pra eu treinar mais e que vamos almejar grandes eventos”, explicou.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.