Publicidade
Esportes
Segurança

Segurança é reforçada nos arredores do Maracanã para final entre Brasil e Espanha

Mais cedo, grupos de manifestantes estavam se movimentando em pontos diferentes do Rio de Janeiro 30/06/2013 às 13:26
Show 1
Policiais posicionados para prevenir possíveis excessos durante manifestações no Rio de Janeiro
Leanderson Lima Rio de Janeiro

Um forte esquema segurança foi montado no perímetro de três quilômetros dos arredores do Maracanã, onde acontece hoje a final da Copa das Confederações entre Brasil x Espanha às 18h (horário de Manaus). Além dos homens da Polícia Militar, mais mil seguranças particulares foram contratados pela Fifa e também já estão em ação.

Os protestos, em pequena escala, já começaram dentro do perímetro de segurança. Um grupo com uma faixa questionava as prioridades nos gastos públicos com a Copa do Mundo, enquanto os hospitais Anchieta e São Sebastião encontram-se fechados.

Outro grupo carregava placas com os dizeres: “Qual é o valor do seu silêncio?”, questionando os torcedores que vão ao estádio assistir à final da Copa das Confederações e não participam dos protestos.


Teve até uma organização não governamental de combate ao tráfico humano que veio ao Maracanã para pedir uma atenção maior às autoridades no sentido de coibir esta prática.

Às 13h (horário de Manaus) as ruas que dão acesso ao Maracanã serão fechadas.

Na sede da CBF

Mais cedo um grupo de aproximadamente 40 manifestantes tentou invadir o prédio onde fica a sede da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), localizada na Rua Luís Carlos Prestes, na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio.

O 31º Batalhão da Polícia Militar foi acionado e o grupo saiu do prédio, mas continuou protestando nas redondezas. No momento, vários manifestantes marcham em direção ao Maracanã.

Clima

O clima é nublado no Rio de Janeiro e segundo previsões do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) deve chover durante o dia.

Cobertura

A cobertura completa da final da Copa das Confederações você confere no portal acrítica.com e na edição de amanhã do jornal A CRÍTICA, caderno CRAQUE.


Publicidade
Publicidade