Publicidade
Esportes
Craque

‘Segurar o ímpeto com atitude’: Cavalo prepara o Fast para o próximo duelo com o Princesa

Treinador do Rolo Compressor afirmou que não vai jogar com o “regulamento debaixo do braço” e vai impor seu jogo contra o Tubarão, priorizando o contra-ataque 03/06/2015 às 11:03
Show 1
Cavalo não vai mudar a forma do Fast jogar contra o Princesa.
Denir Simplício Manaus (AM)

Quem pensa que o Fast Clube deve jogar recuado por ter vencido a primeira partidas das semifinais do Campeonato Amazonense está redondamente enganado. Pelo menos isso é o que diz o treinador João Carlos Cavalo. O comandante do Rolo Compressor é um estudioso dos esquemas táticos e está preparando o Tricolor de Aço para conseguir a vaga na final do Barezão com mais uma vitória.

“Nós temos uma maneira peculiar de jogar. Somos uma equipe operária, no que diz respeito ao esquema de jogo. Do outro lado nós temos uma equipe que precisa nos vencer. Então vamos trabalhar muito essa semana sobre os aspectos dos contra-ataques. Até porque nos último jogo nós tivemos muitas oportunidades de definir o jogo e nos faltou um pouco de inteligência na hora de finalizar”, explicou Cavalo.

O técnico fastiano revelou que não deve fazer modificações em relação a equipe que bateu o Princesa por 1 a 0, no primeiro confronto das semifinais. Mas que vai trabalhar ainda mais a questão da postura tática da equipe. “O meu pensamento é manter a mesma equipe desde já. É claro, com algumas ressalvas no que diz respeito ao posicionamento em campo. Trabalhar mais encaixado e não dar espaço pra eles”, explicou o técnico do Tricolor.

Romarinho e Charles são as armas

Cavalo analisou o momento do adversário e aposta no bom retrospecto do ataque do Rolo Compressor. Principalmente na velocidade de Romarinho e na precisão de Charles Chenko. O primeiro marcou o gol da vitória sobre o Tubarão, o segundo deu a vitória sobre o Nacional no clássico Pai-filho.

“Sabemos que a equipe deles terá de reverter um quadro desfavorável. Eles vão vir contra nossa equipe para tentar a todo custo fazer logo o gol. Pra dar tranquilidade, e depois fazer o segundo. Por outro lado nós vamos trabalhar pra não dar essa situação pra equipe do Princesa. Temos de aproveitar a velocidade do Romarinho e o bom momento do Charles, que é o artilheiro do campeonato e tem nos ajudando muito”, disse

O técnico também falou da linha do sistema de marcação do Rolo Compressor, que tomou apenas quatro gols nos últimos dez jogos. “Confiamos na força e a boa marcação da nossa equipe. Com a compactação das nossas linhas, que tem sido algo que tem nos dado uma tranquilidade. Percebemos que quando acontece alguma situação de perigo é uma bola parada ou que resvala. Não vemos as equipe nos impondo perigo”, finalizou Cavalo.

Fast Clube e Penarol fazem a segunda e decisiva partida das semifinais do Amazonense no próximo domingo (7), às 18h, no estádio da Colina, na Zona Oeste de Manaus. O Tricolor de Aço se classifica para mais uma final do Barezão até perdendo o jogo por um gol de diferença. Para o Princesa só a vitória com dois gols de vantagem o coloca na terceira final de Estadual consecutiva.

Publicidade
Publicidade