Sexta-feira, 29 de Maio de 2020
Craque

Seis meses após a Copa, Arena Cuiabá é fechada para reformas

Estádio do Mato Grosso que recebeu os jogos do Mundial da Fifa foi interditado pelas autoridades daquele Estado por problemas de segurança. A praça esportiva custou aproximadamente de R$ 600 milhões e foi vetada para qualquer evento



1.jpg Arena Pantanal foi interditada para reparos de urgência pouco mais de seis meses após a Copa do Mundo.
22/01/2015 às 15:58

Um dos novos estádios construídos para a Copa do Mundo do Brasil foi fechado pelas autoridades para reparos urgentes menos de um ano após a sua abertura, disseram funcionários do governo nesta quinta-feira (22).

A Arena Pantanal, em Cuiabá, será fechada para reparos de emergência "para resolver diversos problemas de construção com o objetivo de oferecer segurança aos usuários", afirmou o governo do Estado, dono do estádio, em comunicado.



Segundo o documento, autoridades tinham visitado a arena de 600 milhões de reais e observaram que "reparos imediatos de construção são necessários".

Autoridades disseram que alguns elevadores e o sistema de ar condicionado estavam quebrados e que chuvas sazonais estavam fazendo a água vazar pelos telhados.


A manutenção inicial começará nesta semana, mas o estádio será reaberto por três meses, entre fevereiro e maio, porque os jogos do campeonato estadual serão realizados no local e fortes chuvas dificultam os trabalhos, disse o funcionário, que pediu para não ser identificado.

O governo afirmou ter entrado em contato com a construtora Mendes Júnior. A arena recebeu quatro jogos da Copa do Mundo no ano passado.

O fechamento em Cuiabá acontece poucos dias antes de o Estádio Olímpico João Havelange, no Rio, ser reaberto após dois anos de trabalhos de reparação. O local foi inaugurado em 2007, mas fechou novamente em 2012 depois que engenheiros disseram que o telhado corria risco de desabar.


Mais de Acritica.com

29 Mai
prefeito12_26292F4F-D649-4511-BAF2-A986AFAB9861.JPG

Maués decide prorrogar isolamento e observa ritmo de contágio em Manaus

29/05/2020 às 13:47

De acordo com o prefeito Junior Leite, o ritmo de contágio durante os primeiros dias flexibilização em Manaus, que incia na próxima segunda (1), vai servir de espelho para avaliar o impacto da reabertura no município. Até ontem (28), Maués havia registrado 668 casos confirmados de covid-19, sendo 28 mortes pela doença


Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.