Sexta-feira, 24 de Maio de 2019
Craque

Seleção brasileira de polo aquático vence equipe da Venezuela por 18 a 1 no Pan-Americano

Time brasileiro, que conta com a atacante amazonense Lucianne Barroncas, volta à piscina no sábado, para enfrentar Porto Rico, e se vencer e conseguir saldo de gols melhor que as canadenses, vai enfrentar Cuba ou Argentina, que disputam a vaga de segundo melhor no grupo A



1.jpg
As garotas brazucas. ao derrotarem as venezuelanas, nesta quinta-feira, somaram os seus 3 primeiros pontos no Pan e estão atrás apenas do Canadá, que lidera a chave com 5 ponto
09/07/2015 às 20:13

A primeira vitória da seleção brasileira feminina de polo aquático nestes Jogos Pan-Americanos foi um verdadeiro massacre. Sem ligar para a equipe da Venezuela, as garotas brazucas derrotaram as adversárias por 18 a 1, nesta quinta-feira, somaram os seus 3 primeiros pontos no Pan e estão atrás apenas do Canadá, que lidera a chave com 5 pontos.

Quem ficar em segundo lugar no grupo B pega os Estados Unidos, que estão na primeira colocação na chave A do pólo aquático feminino.

A seleção brasileira, que conta com a atacante amazonense Lucianne Barroncas, volta à piscina no sábado, para enfrentar Porto Rico, e se vencer e conseguir saldo de gols melhor que as canadenses, vai enfrentar Cuba ou Argentina, que disputam a vaga de segundo melhor no grupo A.

"Fizemos o que tínhamos que fazer já que agora classifica em primeiro do grupo quem tiver o maior saldo de gols. Foi um jogo difícil porque jogamos às 8 da manhã aqui do Canadá e tivemos que acordar às 5. Mas estamos muito unidas e o jogo não começou do jeito que queríamos, mas, conseguimos impor nosso jogo depois", disse Lucianne Barroncas.

Ela destaca o sentido coletivo da seleção feminina. "É um time e o que conta é o coletivo. O nosso time está muito forte e unido. Agora é concentrar contra Porto Rico e entrar focada igual entramos nesses dois jogos que passaram", comentou a atacante amazonense.

Em Pans, o polo feminino já conquistou três bronzes: em Winnipeg (1999), Santo Domingo (2003) e Guadalajara (2011).

O destaque da vitória sobre a Venezuela foi a atacante Izabella Chiappini, que fez 7 gols – e ela, que tem um total de 9 gols neste Pan, ainda perdeu um pênalti no primeiro período. Gabriela Mantellato (3), Amanda Oliveira (3), Mirella Coutinho (2), Viviane Bahia, Marina Canetti e Marina Zablith marcaram os outros gols da equipe, com Yineldy Araújo Marin descontando para as adversárias.

Amazonense integra a seleção brasileira 


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.