Publicidade
Esportes
'MORAL'

Seleção Brasileira voltou a ser respeitada por adversários, diz Rafinha

Segundo Rafinha, os europeus demonstram uma preocupação com o momento vivido pela seleção brasileira sob o comando de Tite. Ele chegou a ser assediado pelos alemães para naturalização 06/06/2017 às 09:18 - Atualizado em 06/06/2017 às 09:19
Show rafinha
Rafinha atualmente joga na Alemanha (Foto: Reprodução Internet)
Reuters

Depois de uma série de vitórias que levou o Brasil ao topo do ranking da Fifa e à classificação antecipada para a Copa do Mundo de 2018, a seleção voltou a ser muito respeitada na Europa e motivo de conversas entre jogadores e preocupação dos adversários, segundo o ala Rafinha, que atua na Alemanha.

O jogador do Bayern de Munique, que chegou a ser assediado pelos alemães para naturalização, revelou que após ter que dar explicações sobre o inesquecível 7 x 1 para a Alemanha na semifinal da Copa de 2014, agora, os europeus o abordam com curiosidade sobre a volta por cima do Brasil.

“O que aconteceu foi um acidente e acontece uma vez na vida...Todos sabem que o Brasil está de cara nova, resgatou a alegria, o bom futebol”, disse ele a jornalistas nesta segunda-feira na Austrália, onde o Brasil se prepara para amistosos contra a Argentina e a Austrália.

Segundo Rafinha, os europeus demonstram uma preocupação com o momento vivido pela seleção brasileira sob o comando de Tite.

“O respeito sempre houve, mas agora está mais forte, ainda mais agora depois de tantas conquistas. Isso é comentado no meu time, no Bayern, e os jogadores de várias seleções do mundo sabem que o Brasil está de volta”, analisou ele.

A seleção brasileira ainda não está completa na Austrália e na sexta-feira enfrenta a rival Argentina, em Melbourne.

“Acho que as duas seleções querem jogar bem, e Brasil e Argentina é um clássico e todo mundo quer jogar bem... estamos trabalhando forte. É amistoso, mas em campo é jogo e todo mundo quer ganhar”, finalizou.

Publicidade
Publicidade