Quinta-feira, 22 de Agosto de 2019
Copa Caixa de Futebol Feminino

Seleção feminina realiza primeiro treino no Carlos Zamith

Uma das caras novas da seleção é a meia atacante Gabi Nunes, de 19 anos



zCR0206-01_p01.jpg A jogadora de 19 anos foi artilheira do Brasileiro em 2015 e vice-artilheira do Mundial Sub-20 (Foto: Antônio Lima)
06/12/2016 às 09:30

A seleção feminina treinou na tarde de segunda (5) no estádio Carlos Zamith, Zona Leste de Manaus, com novidades dentro e fora de campo. Em fase de renovação, muitas jogadoras farão sua estreia com a camisa canarinho na Copa Caixa Internacional de Seleções, que começa na próxima quarta (7). Uma das estreantes é a  meia atacante Gabi Nunes.

Aos 19 anos a jogadora do Corinthians/ Audax é uma das promessas da Seleção. Ela foi artilheira do Campeonato Brasileiro feminino em 2015 com 14 gols marcados. Seis deles em um único jogo.

“Eu fiquei bem feliz por fazer meu primeiro treino com as meninas do principal. Sempre foi meu sonho. Agora que teve a renovação tem outras meninas novas e eu fico feliz por estar fazendo parte e realizar aqui com as meninas um torneio em Manaus e fazer o primeiro jogo com a principal. Espero que seja uma nova etapa de um novo ciclo”, disse.

Apesar de ter feito o seu primeiro treino com a Seleção principal, Gabi já vestiu a camisa da seleção sub-20. Foi com o grupo que ela defendeu o Brasil no mundial e marcou cinco gols em quatro jogos e foi vice artilheira da competição.

Jogar na Arena da Amazônia, porém não é novidade. Em março, defendendo as cores do Corinthians, ela enfrentou o Iranduba no Campeonato Brasileiro. Foi dela o primeiro gol do Timão, no empate em 2 a 2 com o Hulk.

“A gente jogou contra o Iranduba e foi bem legal porque a gente teve o apoio da torcida dos corinthianos. A gente viu o estádio lotado então a gente ficou muito feliz porque o futebol feminino nunca tem tanta torcida e a gente ficou muito feliz por ver as pessoas torcendo  nem pelo Corinthians nem pelo Iranduba, mas pelo futebol feminino”, disse.

E o fator torcida é uma motivação a mais para a Seleção que entra em campo às 20h15 contra a seleção da Costa Rica. “Empolga muito a torcida sempre ajudando ainda mais futebol feminino. Quando a gente vê o estádio lotado dá uma empolgação a mais para ir lá e fazer um ótimo jogo”, disse.

Ajustes

Durante o treino, a técnica Emily trabalhou posicionamento em campo reduzido. O grupo foi dividido em duas equipes. Outro item trabalhado foram as bolas paradas. “Treinamos posicionamento e algumas partes que faltavam com a equipe e um pouquinho de bola parada que a gente não treinou tanto lá na Granja. Então esse treino foi para a gente ajustar o que falta”, disse a atacante Chu, jogadora do Corinthians.

 

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.