Sábado, 24 de Agosto de 2019
Em busca de um sonho

Seletiva da CBF reúne mais de cem meninas na Colina, em Manaus

"Peneira" da entidade aconteceu nesta quarta-feira (7) e teve avaliação do técnico da Seleção Sub-17, Paulão; meninas de todo o Amazonas e até de fora do Estado participaram das atividades



08/12/2016 às 10:37

Algumas altas e magras, outras tantas de estatura mediana e muitas até baixinhas. Com ou sem batom,  cabelo solto, amarrado ou preso com tiaras ou tranças. Meninas de estilos diversos, mas com um sonho em comum: jogar na Seleção Brasileira de Futebol de Feminino.

Mais de cem meninas entre 14 e 18 anos participaram, nesta quarta-0feira (7), no estádio da Colina, na Zona Oeste de Manaus, de uma seletiva organizada pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF). O evento faz parte do projeto CBF Social e teve como avaliador o técnico da Seleção Sub-17 do Brasil, Luizão. 

Atrás do sonho

Por falta de ambulância, a seletiva que era pra ter iniciado pela manhã, acabou mudando para o início da tarde. Nada que tirasse o ânimo das meninas à beira do gramado da Colina. “Moro no Braga Mendes e acordei às 5h pra vir pra cá de ônibus. Meu sonho é jogar um dia na Seleção e vim em busca disso”, disse a lateral-direita Anne Karolina, 17, que se deslocou da Zona Norte para participar da seletiva da CBF.

Distribuídas em dois grupos de idades distintas (as de 14 a 16 em uma parte do campo, e as de 16 e 17 anos em outro), as meninas tinham cerca de 30 minutos para mostrar seu futebol aos avaliadores da seletiva. 

“Acho que fui bem. Pelo menos é o que estão dizendo. Espero que dê tudo certo”, comentou a meio-campista Gabriely Kissia, 16, que é fã do ex-sãopaulino Paulo 
Henrique Ganso.

Longa jornada

Quem quer alcançar um sonho não mede distância para realizá-lo. Vinda de Boa Vista (RR), a quase 800 quilômetros de Manaus, uma dupla de candidatas chamava a atenção na seletiva da CBF. 

A primeira, Vitória Silva, 17, é atacante e conhecida de quem acompanha o futebol feminino no Estado. Na Copa do Brasil deste ano, a jogadora de 1,80m de altura atuou pelo São Raimundo-RR e deu trabalho ao time do Iranduba. Ontem ela voltou à Colina, agora para tentar a sorte na “peneira”.

“Cheguei ontem a tarde, descansei um pouco e estou aqui trabalhando em silêncio para fazer barulho lá na frente”, profetizou a jogadora que veio acompanhada de seu treinador, Benazze Rates, 38, que comanda as divisões de base do Mundão.

A segunda, que aparentava ser uma criança, era a pequenina Ketlen Kailany, 14. Do alto de seu 1,40m de altura, a lateral parecia uma gigante tamanha a vontade de mostrar seu futebol. “Nunca gostei de brincar de boneca, essas coisas. Sempre gostei de jogar bola. Aos 9 anos fui pra escolinha e depois fui do São Raimundo”, lembra a lateral-direita, que também atua pela esquerda.

Ketlen chamou a atenção até da CBFTV na Seletiva (Foto: Winnetou Almeida)

A seletiva seguiu até o fim da tarde na Colina quando as melhores atletas foram convidadas a participar de um seminário que acontece hoje, na faculdade Nilton Lins, na Zona Centro-Sul.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.