Publicidade
Esportes
SALTO COM VARA

Sem medalha na Rio 2016, Fabiana Murer encerra carreira no salto com vara

Fabiana Murer parou na fase eliminatória nos Jogos do Rio. A agora ex-atleta, pretendia disputar mais quatro competições em 2016, porém, seus planos acabaram devido a uma hérnia cervical. 25/08/2016 às 11:18
Show o fabiana murer facebook
Fabiana Murer é o principal nome do Brasil no salto com vara (Foto: Reprodução)
acritica.com

Fabiana Murer anunciou nesta quinta-feira (25) o adeus às pistas. A atleta de 35 anos, que deu adeus precoce na Rio 2016, no salto com vara, ainda na fase eliminatória, vai se despedir um pouco mais cedo. Murer planejava disputar mais quatro competições na Europa neste ano, mas uma hérnia cervical diagnosticada há duas semanas, não estava nos planos da competidora. Fabiana não largará o atletismo, agora, ex-atleta, assumirá o cargo de manager institucional do ABC paulista. 

"Eu não compito mais. A Olimpíada foi a minha última competição. Acho que não salto mais. Eu consegui desenvolver uma prova que não tinha tradição nenhuma no Brasil. E agora o mundo sabe que é uma prova forte no Brasil", revelou Murer.

Fabiana, que não conhecia a modalidade, afirma que sai contente do esporte. "O esporte mudou minha vida. Nem sabia que o salto com vara fazia parte do atletismo. Não conhecia a prova. Mas o Elson (Miranda, técnico) me chamou. Passei por muitas dificuldades, foi conseguindo material, um caminho muito difícil sair do Brasil. Tudo foi uma descoberta. Essa experiência quero levar para o futuro, por isso quero continuar no clube. Crescemos com as dificuldades. Consegui muitas medalhas e muitos recordes. Apesar de não ter conseguido tudo, fico contente em ter feito uma carreira bonita. Saio contente do esporte. A Olimpíada foi a minha última competição. Não salto nunca mais", desabafou. 

Fabiana comenta sobre sua terceira frustação olímpica, no qual não passou da fase eliminatória.  "Eu saí chateada por não estar na final, mas foi um misto de emoções muito grande, porque eu sabia que era a última Olimpíada da minha carreira e sou feliz por tudo que fiz e conquistei nestes anos todos de trabalho e muita dedicação. Eu consegui muitas medalhas e muitos recordes. Tudo o que eu conquistei é o que fica. Apesar de não ter conseguido algumas coisas, eu saio feliz", finalizou.

Destaques

Campeã mundial (2011)
Campeã mundial indoor (2010)
Vice-campeã mundial (2015)
Bronze no Mundial indoor (2008)
Campeã dos Jogos Pan-Americanos Rio 2007
Recordista sul-americana (5,87m)

 

 

Publicidade
Publicidade