Publicidade
Esportes
Craque

Sem patrocínio, lutador cria site para arrecadar dinheiro para ir a competição na Tailândia

Pegando carona na tecnologia, atleta de Muay Thai criou site de financiamento coletivo para que internautas colaborem com a ida dele a campeonato mundial na Tailândia 26/05/2015 às 14:41
Show 1
Morramad tem vaga no mundial de Muay Thai, mas ainda corre atrás de patrocínio
PAULO ANDRÉ NUNES Manaus

“Um sonho sonhado sozinho é um sonho. Um sonho sonhado junto é realidade”. A frase, de autoria do roqueiro Raul Seixas, ilustra bem o momento atual do lutador Morramad Araújo, 29. Para nocautear a falta de patrocínio e viabilizar sua participação no Campeonato Mundial de Muai Thay em agosto, na Tailândia, ele criou um site de financiamento coletivo (crowdfunding), para arrecadar R$ 10 mil e embarcar rumo a competição internacional.

O domínio para acessar é www.kickante.com.br/campanhas/patrocine-minha-luta-morramad-araujo e qualquer pessoa pode colaborar a partir de R$ 30 (onde você recebe um agradecimento exclusivo dele) até R$ 1.500 (onde o apoiador pode divulgar sua marca em todos os meios de comunicação do lutador) até 25 de julho, dias antes do embarque do competidor.

A ideia partiu da esposa de Morramad, Mariana Dinelly, que é formada em Relações Públicas. Um crowdfunding consiste na obtenção de capital para iniciativas de interesse coletivo através da agregação de múltiplas fontes de financiamento, em geral pessoas físicas interessadas na iniciativa. O termo é comumente utilizado para descrever especificamente ações na Internet com o objetivo de arrecadar dinheiro. É usual que seja estipulada uma meta de arrecadação que deve ser atingida para que o projeto seja viabilizado. No caso de Morramad, a meta é de R$ 10 mil, que tornaria viável a compra da passagem aérea de ida e volta dele e mais a estadia dele por 20 dias em Bangkok.

“Só a passagem custa em torno de R$ 6 mil se comprarmos hoje -, e R$ 4 mil é para a hospedagem. Eu via muito esses casos de financiamento coletivo, mas nunca pensei em estar numa situação dessas. Estou confiante e acredito que vai dar tudo certo para mim disputar o Mundial”, disse o atleta, natural de Belém, ex-agente penitenciário e que dá aulas na academia Athletica Body Beauty, no bairro Jorge Teixeira, Zona Leste.

Morramad Araújo tem um dos mais impressionantes retrospectos de um atleta de boxe e muay thai dos últimos tempos no Estado. E no MMA, a sua mais nova modalidade de disputa, não vem deixando a desejar. No boxe, onde foi formado pelo projeto Ring Boxe, na categoria peso médio até 75kg, ele está invicto há cinco anos e traz um cartel com 54 vitórias em 20 anos de carreira na nobre arte.

“No muay thai tenho pouco tempo (1 ano) e, consequentemente, poucas lutas (13 vitórias e uma derrota), mas decisivas para chegar onde estou hoje, com um pé na Tailândia”, destaca Morramed. No currículo ele tem os títulos do Circuito de Lutas Mistas Novo Airão 2015, Elite Strick Combat - Itacoatiara 2015, Desafio Muay Thai 2014, Arena Strike Combat - 1ª e 2ª edições em 2014 e o vice do 26º Sul-Americano de Muay Thai em Buenos Aires, pela seleção brasileira, e que lhe credenciou a disputar o Mundial. E em 1 ano pelo MMA ele tem 3 vitórias e 2 derrotas.

Publicidade
Publicidade