Sexta-feira, 22 de Novembro de 2019
Craque

Serginho Duarte, do Rio Negro, relata terror em sequestro-relâmpago na sexta-feira 13

Volante do Rio Negro foi abordado por três homens e uma mulher armados e foi obrigado a conduzir e até ensinar os criminosos a dirigir o veículo, um Grand Siena automático, que ainda não foi localizado



1.png Serginho é filho do técnico Sérgio Duarte
15/02/2015 às 19:17

A sexta-feira 13 realmente foi um dia de terror para o volante do Rio Negro, Serginho Duarte. Vítima de um sequestro-relâmpago, o jogador passou cerca de uma hora sobre o poder dos bandidos, que lhe tomaram bens pessoais e o carro, um Fiat Siena marrom metálico de placa OAM-9172, ainda não localizado. Mais tranquilo, Serginho relatou ao CRAQUE os momentos de tensão vividos na noite do incidente.

“Eu tinha saído com uns amigos, fui deixar meu primo em casa, na (avenida) Airão, por volta das 9h30 da noite. Vi alguns conhecidos jogando bola e saí pra falar com eles, mas qunado eu ia voltar, senti alguém puxando meu braço e gritando para passar minhas coisas. Achei que era uma brincadeira, quando eu vi botaram apontaram a arma e eu só fiz passar tudo. Como o carro era automático, me mandaram entrar no carro para dirigir para eles”, disse o jogador.



Durante cerca de uma hora, o atleta foi obrigado a conduzir e até ensinar um dos assaltantes a dirigir o carro, até ser liberado próximo ao Complexo Viário Gilberto Mestrinho, no Aleixo, Zona Centro-Sul de Manaus. Durante o percurso, o jogador foi ameaçado e obedeceu aos comandos dos seqüestradores – três homens e uma mulher, segundo ele -, que fazia ameaças para intimidar o jovem e impedi-lo de olhar os criminosos.

“Fiquei bastante nervoso, só pensava na minha família, nos meus amigos, não sabia o que ia acontecer comigo. Eu simplesmente fiz tudo o que eles mandaram eu fazer”, disse Serginho, que agora tenta se recuperar do baque. “Estou tentando superar o que acontece, tentando esquecer, estou bem já. O importante é que estou vivo e com minha família”, disse o atleta.

O caso foi registrado no 1º Distrito Integrado de Polícia (DIP) da Praça 14 e na Delegacia Especializada em Roubos e Furtos de Veículos. Devido ao incidente, o amistoso entre Rio Negro e Manaus FC, marcado para este sábado (15), foi cancelado.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.