Quinta-feira, 28 de Janeiro de 2021
GOL DE ÍDOLO

Série C: Na 'voadora', Hamilton garante empate do Manaus FC

Com gol antológico marcado sobre o Ferroviário-CE, 'Ibra da Amazônia' chega ao sexto gol nos últimos cinco jogos que atuou. Resultado mantém Gavião do Norte no G4 



da0e121a-72bb-4ce2-a8f3-bd9643ecd6c0_0D4275D6-EC2F-4E52-B73D-DA7EAA7EF12A.jpg Foto: João Normando
07/11/2020 às 18:21

Pela décima quarta rodada do Brasileirão - Série C, Manaus e Ferroviário-CE se enfrentaram neste sábado (7), na Arena da Amazônia. Willian Lira abriu o placar para o Ferrão e Hamilton, marcando um gol de placa, deixou tudo igual. 

Com o empate em 1 a 1, o Gavião do Norte se mantém no quarto lugar do grupo A, com 19 pontos, seguido de perto pelo próprio Ferroviário, quinto colocado com 18 pontos. Porém, o clube amazonense pode perder sua posição no G4, caso saia um vencedor na partida entre Jacuipense-BA e Paysandu-PA, que acontece às 19h deste domingo (8), na Bahia. 



Início preocupante

Nos primeiros minutos de partida, o Manaus não viu a cor da bola. Tanto que logo aos 10, a zaga do Gavião deu mole ao errar a linha de impedimento, permitindo que Willian Lira recebesse em condição legal. O atacante do Ferrão ainda driblou o goleiro Jonathan, deixando-o no chão, antes de balançar as redes. 

O tempo foi passando e a situação mantinha-se a mesma, com o Manaus irreconhecível no jogo e o Ferroviário perdendo chances. Aos 26, Adriano Paulista perdeu um gol certo de cabeça. Aos 28, também finalizando de cabeça, Vitão até balançou as redes, mas pela rede do lado de fora. 

Um craque. Um ídolo. Hamilton.

Com a equipe visitante desperdiçando oportunidades, o Manaus foi se soltando cada vez mais. E aos 35, a Arena da Amazônia foi palco de um golaço. 


Foto: Iago Albuquerque

Na raça, Tsunami roubou a bola pelo lado esquerdo de ataque, bem próximo da grande área. Sem perder tempo, o lateral-esquerdo cruzou e Hamilton, mostrando recurso e elasticidade, saltou para dar um golpe de taekwondo na bola. Lance de Ibrahimovic, feito pelo Ibra da Amazônia, para igualar o marcador. 

O gol colocou de vez o Gavião do Norte no jogo, que ainda teve duas chances de virar o placar ainda no primeiro tempo, mas Rossini desperdiçou ambas. A primeira aos 41, chutando em cima do goleiro. E outra aos 42, finalizando em diagonal, passando por toda a extensão da grande área do Ferroviário. Com isso, a etapa inicial terminou empatada. 

Tensão e expulsão pós-jogo

Na etapa final, as duas equipes fizeram um jogo morno durante boa parte do tempo, apostando todas as fichas nos instantes finais. E quem arriscou primeiro foi a equipe da casa.


Foto: Iago Albuquerque

Aos 38, após a marcação tentar afastar o cruzamento de Fumaça, a bola sobrou para Hamilton, que de cabeça, encobriu o goleiro adversário, mas acertou o travessão. No minuto seguinte, Tsunami tocou para Daniel Costa, que finalizou dentro da grande área do Ferroviário, mas o arqueiro Nicolas operou milagre, espalmando o que parecia um gol certo do Gavião. 

Aos 44, o jogo ficou parado por conta de um choque de cabeça entre Fumaça e Jorginho. O atleta do Ferrão chegou a ficar desacordado, mas logo recuperou-se e seguiu na partida. E com 8 minutos de acréscimos, ainda houve tempo para Jonathan trabalhar, defendendo finalização de fora da área feita por Vitor Xavier.

Foto: Iago Albuquerque

Após o final do jogo, ainda dentro do gramado da Arena, o zagueiro Luis Fernando acabou levando cartão vermelho após reclamar com o árbitro. Como consequência, o zagueiro do clube amazonense está fora do próximo jogo da equipe diante do Treze-PB, que acontece às 16h de sábado (14), no estádio Amigão.

 


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.