Publicidade
Esportes
PRA DORMIR LÍDER

Com a cabeça na liderança, Iranduba recebe o Grêmio pelo Brasileirão

Guerreiras do Hulk encaram as "Imortais Tricolores" de olho na ponta isolada da competição; uma vitória contra o time gaúcho faz com que o time amazonense durma líder da competição 29/03/2017 às 05:00 - Atualizado em 29/03/2017 às 09:41
Show kioo
Meninas do Iranduba podem dormir na liderança do Grupo 1 do Brasileiro (Foto: Denir Simplício)
Denir Simplício Manaus (AM)

Quem já dormiu o chamado o sono dos justos? Aquela noite bem dormida, calma e com a sensação de dever cumprido? É esse sono que a equipe feminina do Iranduba quer dormir depois do duelo com o Grêmio-RS, às 20h desta quarta-feira (29), no estádio da Colina.

Com três triunfos nas três primeiras rodadas da competição, basta uma simples vitória sobre o time gaúcho para que as Guerreiras do Hulk durmam na liderança isolada do Grupo 1 do Brasileiro e, por que não, sonhar com o título nacional. Com os mesmos 9 pontos do Iranduba - mas, com saldo de gols melhor -  o Corinthians só entra em campo nesta quinta-feira (30), contra o Audax-SP, na Arena Barueri.

Com 3 gols, Gláucia é artilheira do Brasileirão com o Hulk (Foto: Denir Simplício)

Briga de artilheiras

A briga com o Corinthians não se limita a ponta do Brasileirão, com o segundo melhor ataque do torneio (Corinthians marcou 12 vezes e o Iranduba 10) a atacante Gláucia luta pela artilharia da competição. A camisa 9 do Hulk já balançou as redes em três oportunidades, assim como a corintiana Gabi Nunes e Darlene, do Rio Preto.

“Primeiramente, quero junto com minha equipe chegar ao título. Esquecer a artilharia um pouco e ajudar a equipe é o que importa. Depois a gente pode pensar nisso”, disse a jogadora, que foi artilheira do Paulistão Feminino de 2011.

Hoje, aos 24 anos, Glaucia analisa que o Grêmio não será presa fácil. “Elas vêm de uma goleada contra o Corinthians, mas cada jogo é uma história. É diferente. Contra o Audax que é um time forte acabamos buscando o resultado de 6 a 2, só que não podemos pensar no jogo passado delas, e sim no agora”, pontuou.

Karina Balestra é artilheira do Grêmio no Brasileirão (Foto: ZeroHora)

Experiência de Balestra

O Grêmio marcou apenas duas vezes no Brasileirão e graças ao talento de uma veterana dos gramados. Aos 35 anos, Karina Balestra já vestiu a camisa da Seleção e é a jogadora a ser vigiada de perto pela zaga do Hulk.

A atleta, que já atuou contra Gláucia, do Iranduba, na Coreia do Sul, sabe das dificuldades da partida de hoje. “Sabemos que vamos enfrentar um dos líderes do campeonato, só que cada jogo é um jogo e pretendemos sair com o resultado positivo aqui de Manaus.  Até porque nossa equipe vem de uma derrota e precisamos vencer. Claro, que respeitando o time do Iranduba”, avaliou a atacante.

Publicidade
Publicidade