Publicidade
Esportes
Rolão x Galo

Fast Clube encara Rio Negro, que terá o reforço do meia Neto

Tricolor de Aço quer voltar ao topo da tabela e para isso terá de vencer o Galo, que vem reforçado com Maestro; Rolão ainda seca o Naça diante do Princesa na tarde de desta quarta-feira (21), no Gilbertão 21/09/2016 às 09:25
Show rio negro
Rio Negro tenta subir na tabela de classificação
Denir Simplício Manaus, AM

Recuperação. Essa é a palavra de ordem no duelo de hoje entre Fast e Rio Negro, às 20h, na Arena da Amazônia. A partida válida pela 7ª rodada do Barezão Centenário é essencial tanto para o Tricolor de Aço como para o Galo da Praça da Saudade na sequência da  competição.

Se por um lado o Rolo Compressor quer reecontrar a estrada das vitórias perdida no revés contra o Nacional no último final de semana e voltar a liderança do campeonato, o time Barriga Preta conta com uma vitória sobre o Tricolor para entrar no G-4 da competição.

No Fast, o técnico João Carlos Cavalo avaliou como boa a apresentação de sua equipe na derrota para o Leão e afirmou que, mesmo com o revés,  o Tricolor está no caminho certo. “Jogamos bem contra o Nacional. Contra o Rio Negro vamos em busca da vitória pra continuar brigando pelas primeiras colocações”, avaliou o treinador apontado que não terá vida fácil contra o Galo.

“Será um jogo difícil. A equipe do Rio Negro está bem montada.  Mas vamos ter que nos impor”, disse Cavalo, apostando no retorno do atacante Charles, que desfalcou o Rolão no clássico Pai-Filho. “De novidade na equipe temos a volta do Charles. Ele fez muita falta contra o Nacional e espero que nos ajude contra o Rio Negro”, concluiu.

Estreias no Galo

Tentando entrar no G-4 do Barezão Centenário, o Rio Negro contará com a ajuda do meia Neto, que acertou com o clube até o final da temporada. 
Chamado de “Maestro” pela torcida de seu ex-clube, o São Raimundo, o jogador é a esperança do técnico Lana em suprir o ataque rionegrino, que marcou seis vezes no torneio - sendo que cinco gols num só jogo.

“Espero me superar dentro de campo com dedicação, que é o principal, e ir em busca da vitória. É claro, que tem as dificuldades e as limitações, mas não vamos nos agarrar nisso. Vamos nos agarrar no que temos no momento que é a vontade e a determinação como sempre coloquei em prática quando defendi as cores de outros clubes e não vai ser diferente no Rio Negro”, disse o meia Neto, pedindo o apoio da torcida do Galo.

“Espero que o torcedor vá nos incentivar, porque é um elenco reduzido e que precisa de algumas peças, mas pra esse jogo contra o Fast nós vamos com o que  temos”, concluiu. Para o técnico Aderbal Lana, a chegada de Neto é o toque de experiência que falta ao meio campo do Rio Negro. 

“O Neto é muito importante porque é um jogador que tem técnica apurada, sabe jogar. Pretendemos tirar um pouco daquela infantilidade que o Rio Negro tem apresentado em determinados setores do campo. Na hora de fazer gol o jogador se perde, e isso é falta de experiência. Nesse ponto o Neto vai ajudar bastante”, pontuou.

Com 4 pontos, uma vitória contra o Fast aliada a uma derrota do São Raimundo frente ao Borbense coloca o Galo no G-4 do torneio. Para o Tricolor, o triunfo sobre o Rio Negro pode devolver a liderança do Barezão ao Fast.
 

Publicidade
Publicidade