Publicidade
Esportes
ARTE SUAVE

Sucesso de público e de lutas, Jungle Classic movimenta cenário esportivo em Manaus

Evento reuniu grandes nomes do jiu-jítsu 'raiz' do Amazonas em 12 lutas históricas 02/06/2018 às 17:34
Show sem t tulo
acritica.com Manaus (AM)

Evento inédito no Amazonas, o Jungle Classic movimentou o cenário das lutas em Manaus. No tatame, grandes nomes do jiu-jitsu amazonense travaram combates de tirar o fôlego, na noite desta sexta-feira (1), no Jevian Festas e Eventos, localizado na Rua Rio Javari, nº 788, Vieiralves, bairro Nossa Senhora das Graças, zona Centro-Sul de Manaus.

Comprovando que quem é “rei nunca perde a majestade”, todos os atletas exibiram um excelente nível técnico, mostrando à nova geração o verdadeiro jiu-jitsu de raiz.

Abrindo as disputas, Charles Bastos venceu Celio Pedrosa por dois pontos conquistados com uma queda. Consagrado pelas conquistas nas décadas de 90 e 2000, Mauricio Titão fez bonito e conquistou a vitória sobre Daniel Freitas, em um dos duelos mais acirrados da noite.

Considerado um dos maiores formadores de campeões do Amazonas, Junior Cardoso fez bonito e finalizou Mário Bingola com um estrangulamento pela costa. “Eu estava muito feliz por ser escalado para lutar, não sabia o que aconteceria, afinal estou há muito tempo sem competir e competição é diferente de treino de academia. Mas o meu jogo é esse, sempre treinei para finalizar. Se eu tenho oportunidade, eu tento, nunca deixo de arriscar”, declarou.

Em uma luta bastante movimentada Claudio Feitosa venceu William Couto por duas vantagens. José Augusto “Gato” venceu Cidcley por uma vantagem e Rogério Ribeiro garantiu a vitória sobre Zacarias Neto com dois pontos, conquistados com uma queda.

Emerson Carvalho e Matheus Segadilha fizeram uma luta que estremeceu as estruturas do Jevian Festas, na ocasião, Emerson garantiu a vitória por dois pontos. O líder da MPBJJ, Marcio Pontes venceu Eduardo Ramos por dois pontos. Rodolfo Sant'Anna venceu Cleudo Caldas na decisão dos árbitros.

No último combate da noite, Fredson Alves venceu Péricles Junior por 3 a 2 vantagem. “Eu fiz um excelente trabalho na Toca do Macaco, avaliamos tudo que podia e que não podia fazer. Eu sabia que ele ia puxar, o jogo dele é de meia guarda, então, surpreendi ele na montada, mas ele é muito rápido na barrigada, conseguiu repor, e partir daí só administrei, pois sabia que já estava com a vitória na mão”, avaliou.

Confira os resultados

- Luís Pinto campeão

- Charles Bastos (Charles Bastos BJJ) venceu Celio Pedrosa (Ribeiro JJ) por 2 a 0 pontos

- Mauricio Titão (HBJ) venceu Daniel Freitas (Nova União/Daniel Freitas) por 7 a 0 pontos

- Claudio Feitosa (Pina) venceu William Couto (Monteiro) por 2 a 0 vantagem

- José Augusto “Gato” (Orley Lobato) venceu Cidcley (Valois) por 1 a 0 vantagem

- Rodolfo Sant'Anna (Bronx/TTG) venceu Cleudo Caldas (Pina) na decisão dos árbitros

- Rogério Ribeiro (Luis Neto) venceu Zacarias Neto (AJ Jiu-Jitsu) por 2 a 0 pontos

- Emerson Carvalho (Orley Lobato) venceu Matheus Segadilha (Monteiro) por 2 a 0 pontos

- Marcio Pontes (MPBJJ/Nova União)  venceu  Eduardo Ramos ( Equipe 7) por 2 a 0 pontos

- Agno Junior (Team Cardoso) venceu Amois Lira (Omar Salum) por  1 a 0 vantagem

- Junior Cardoso (Team Cardoso) venceu Mário Bingola (Mario Bingola) por finalização estrangulamento pela costa

- Alessandro Guimarães (Manifight JJ/ Brother Amazon JJ) venceu Marcos Valle (Paulo Coelho) na decisão dividida dos árbitros

-Fredson  Alves ( Ribeiro JJ) venceu Péricles Junior (Anibal JJ) por 3 a 2 vantagem

Publicidade
Publicidade