Terça-feira, 23 de Julho de 2019
Craque

Sueco que atuou na Copa de 1994 contra o Brasil morre aos 46 anos

Meia foi fundamental na conquista do terceiro lugar da Suécia no Mundial dos Estados Unidos. O ex-jogador se tornou técnico de futebol e treinava a equipe principal do Elfsborg desde 2013



1.jpg Forte na marcação, Klas Ingesson deu muito trabalho ao lateral Jorginho em partida que classificou o Brasil para a final do Mundial.
29/10/2014 às 11:36

O ex-jogador da seleção da Suécia Klas Ingesson, que teve papel essencial no terceiro lugar conseguido por seu país na Copa do Mundo de 1994, morreu de câncer aos 46 anos, anunciou nesta quarta-feira (29) o Elfsborg, clube do qual ele foi treinador.

“O Elfsborg tem um anúncio muito triste a fazer. Klas Ingesson faleceu nesta manhã”, informou o time em comunicado publicado em seu site. “Nossos sentimentos estão sobretudo com sua esposa e seus filhos, que estiveram a seu lado até o fim em Odeshog (cidade sueca)”.

Como jogador, Ingesson atuou em vários clubes, como o Gothenburg, da Suécia, o Sheffield Wednesday, da Inglaterra, e os italianos Bolgona, Bari e Lecce.


Com 57 jogos pela seleção, o ex-meia foi um dos destaques do time que derrotou a Bulgária por 4 x 0 na decisão do terceiro lugar no Mundial nos Estados Unidos. Naquela Copa, a Suécia foi um adversário duro de ser batido pelo Brasil na semifinal, por 1 x 0.

Ingesson foi diagnosticado com mieloma múltiplo em 2009. Após o tratamento, ele conseguiu assumir o comando do time sub-21 do Elfsborg em outubro de 2010, e em setembro de 2013 foi nomeado técnico do time principal.

Mas a carreira de treinador de Ingesson foi interrompida pelo ressurgimento do câncer, e ele passou um período treinando a equipe em uma cadeira de rodas até anunciar sua decisão de renunciar no final da atual temporada.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.