Publicidade
Esportes
Manaus FC

Supervisor de Futebol do Manaus FC deixa o cargo

Ele anunciou na sexta feira o desligamento do clube após quatro anos na função 29/07/2017 às 20:25
Show frank
(Foto: Arquivo pessoal Frank Bernardo)
Camila Leonel Manaus (AM)

O supervisor do Manaus FC, Frank Bernardo, se desligou do cargo que exercia há quatro anos no clube. A decisão foi informada na última quinta-feira ao presidente do clube, Giovanni Silva, e anunciada na sexta-feira.

O principal motivo para a saída de Bernardo - um dos fundadores do clube junto com Mitoso e Giovanni -foi a insatisfação com algumas decisões. “A gente já vinha conversando há algum tempo e algumas coisas vão mudando e acaba tendo um pouco de falta de reconhecimento do trabalho que foi feito há  mais de cinco anos. Estou me afastando, mas sem polêmica, ou confusão”, explicou o ex-supervisor, que por um tempo acumulou a supervisão e gerência de futebol, mas desde a chegada de Rodrigo Novaes, passou a ocupar apenas a supervisão.

“Saio com a sensação de dever cumprido tanto na base quanto ao profissional e quero agradecer ao clube, mas na realidade, com o tempo a gente muda e vem outros momentos no profissional e a gente tá aí no mercado, aberto a receber propostas”, completou o dirigente. 

Sobre a montagem do plantel que já havia começado, o ex-diretor falou que estava apenas fazendo os contratos. As converdas junto aos jogadores estava sendo feita pelo presidente e gerente de futebol. “Já tinha feito vários contratos como o do Hamilton, do Thiago, do Jhonatan, do Juninho, que deve sair agora, E já estávamos falando com alguns de fora: um goleiro, um volante que já tinha acertado com a gente, mas essa parte de contratação ficou com o Rodrigo”, explicou sem citar nomes de que jogadores poderiam vir para o Gavião do Norte.

Procurado pela reportagem, o presidente do Manaus, Giovanni Silva agradeceu “os serviços prestados do mesmo ao longo desses quatro anos que ele passou conosco” e explicou que foi informado do desligamento.

“Ele pediu desligamento e falou que não estava dando mais. Tinha algumas cobranças por parte da minha pessoa a ele com relação ao futebol, algumas situações que direcionava a ele e ele teve outro entendimento que não era aquilo. A gente não estava na mesma linha de raciocínio. Mas conseguimos resolver tudo numa boa e desejo a ele boa sorte”, explicou Silva que adiantou que na próxima semana, a diretoria do Manaus deve se reunir para escolher o novo supervisor de futebol do clube.

Publicidade
Publicidade