Publicidade
Esportes
Craque

Talento contra a raçafúria por título inédito

Por ciclo vitorioso, Espanha estreia contra o Uruguai de olho em nova conquista para geração 15/06/2013 às 20:00
Show 1
Del Bosque e Iniesta são os principais trunfos da Espanha
acritica.com Manaus (AM)

De um lado, a atual campeã mundial e bicampeã europeia em busca de um título inédito. De outro, o atual campeão sul-americano em busca de redenção devido ao risco de ficar fora do Mundial de 2014. Hoje, às 18h (de Manaus), Espanha e Uruguai se enfrentam pela primeira rodada do Grupo B da Copa das Confederações, na Arena Pernambuco.

Favorita ao título do evento-teste para a Copa do Mundo de 2014, a Espanha vive um momento brilhante. A equipe do técnico Vicente Del Bosque lidera o Grupo 1 das eliminatórias europeias para o Mundial e defende uma invencibilidade de 22 jogos - a última seleção a bater os espanhóis foi a Inglaterra (1 a 0), em novembro de 2011.

Apesar do bom momento do time que reúne os craques Xavi e Iniesta, do Barcelona, o comandante espanhol não crê em favoritismo por antecipação. Além disso, o time não contará com o zagueiro e capitão Puyol e o volante Xabi Alonso, ambos lesionados e cortados do torneio. “O nível desta competição é altíssimo. Aqui estão os melhores jogadores e técnicos do mundo. O Brasil é um país que sente e vive o futebol intensamente. Será um grande torneio, mas não vai ser fácil conquistar o título. Espero e desejo que a seleção espanhola seja o mais bem-sucedida possível”, afirmou Del Bosque.

Bicampeão mundial, o Uruguai esperava repetir no Mundial de 2014 a trajetória do título da Copa de 1950, conquistada sobre o Brasil em pleno Maracanã. A expectativa aumentou após o terceiro lugar na Copa-2010, na África do Sul, e a conquista da última Copa América. Mas a realidade é outra. O time do técnico Oscar Tabárez chega ao Brasil sob risco iminente de sequer participar da Copa de 2014.

A campanha ruim nas eliminatórias sul-americanas foi amenizada com a vitória por 1 a 0 sobre a Venezuela, fora de casa, na última rodada. Mesmo assim, o time uruguaio é apenas o quinto colocado, com 16 pontos, empatado com os venezuelanos e em vantagem no saldo de gols. Os quatro primeiros estarão no Brasil em 2014, e o quinto ainda precisará disputar uma repescagem. “Sabemos que se trata de uma competição muito prestigiada e queremos tirar o melhor desta oportunidade, mas não será fácil”, afirmou o técnico Oscar Tabárez, sobre o duelo com os espanhóis.

Dúvida no gol espanhol

Símbolo da geração mais vitoriosa da história da seleção espanhola, Iker Casillas pode amargar a reserva na Copa das Confederações. Isso porque o experiente goleiro do Real Madrid sofreu uma fratura na mão esquerda no dia 24 de janeiro, num jogo contra o Valencia, e, quando se recuperou, ficou no banco de Diego Lopez no seu clube.

Nesse período, ele viu Victor Valdés, do Barcelona, se destacar e ganhar moral com o técnico Vicente Del Bosque. Na sexta-feira, antes do treino, Valdés conversou com os jornalistas no hotel onde a Espanha está hospedada no Recife e procurou se esquivar do assunto. “Não sou eu quem tem de opinar se sou titular ou não. Estou aqui para cumprir o que determinam. É o treinador quem decide”, disse o goleiro. Valdés, no entanto, não deixou de rasgar elogios a Casillas e garantiu que o companheiro não está desanimado.

Publicidade
Publicidade