Publicidade
Esportes
Craque

Técnico campeão com o Nacional, Sinomar Naves já vislumbra o Leão de 2015

Em conversa com o vice-presidente do clube, o técnico Sinomar Naves foi confirmado como técnico do Naça em 2015. Confira entrevista com o mais novo treinador 13/09/2014 às 18:05
Show 1
Sinomar Naves fala sobre a confirmação dele como técnico do Nacional para a próxima temporada
Felipe de Paula ---

Campeão amazonense de 2014, o Nacional quer voltar ainda mais forte para a próxima temporada, quando o time vai disputar, além do Amazonense, a Copa do Brasil, Copa Verde e Série D do Campeonato Brasileiro.

Para isso, a diretoria do Leão da Vila Municipal se adiantou e já está trabalhando o planejamento para a temporada. Em conversa com o vice-presidente do clube, Manoel do Carmo Chaves, o Maneca, o técnico Sinomar Naves foi confirmado, como técnico do Naça em 2015.

“Nosso técnico será o Sinomar. A gente está seguindo a premissa que diz que em time que está ganhando não se mexe. Nos demos muito bem com ele”, disse o dirigente, que afirmou que, assim como o treinador paraense, está assistindo aos jogos da Série B, C e D para reforçar o elenco azulino.

O técnico Sinomar Naves, que está em Belém e falou ao CRAQUE por telefone, confirmou que vem assistindo a vários jogos de campeonato brasileiro, tendo inclusive viajado para fora do estado três vezes para atualizar o “banco de dados” de jogadores que o comandante revela possuir.

Com sentimento de missão cumprida após conquistar o Amazonense de 2014, após uma batalha épica de quatro partidas contra o Princesa do Solimões, Naves agora quer fazer mais pela torcida nacionalina.

O Nacional já começou a pensar o planejamento do projeto 2015. Como estão as conversas com a diretoria em relação à sua permanência no clube e sobre o planejamento para a temporada, já que o Nacional jogará três competições nacionais importantes?

Eu tive uma conversa com o Maneca, e estamos aguardando o tempo certo pra gente sentar e ver o planejamento do clube pro ano que vem... e ver se acerta o nosso retorno. De antemão afirmo que se é desejo da diretoria e do torcedor, afirmo que é desejo meu também retornar e participar desse projeto para 2015.

E como tem sido esse trabalho de observação de atletas nas competições nacionais. Você tem viajado para assistir aos jogos?

Estamos em observação permanente, contínua, de vários jogos, principalmente Série B e C... Tive oportunidade de assistir a alguns jogos em Goiás, Minas e Maranhão... e agora estou pretendendo ir até o Nordeste. Acompanhando nos canais fechado e sempre atualizando o banco de dados. A gente precisa estar bem atualizado .... o futebol é muito dinâmico, precisa estar acompanhando...

E como você recebeu a notícia de que seria o técnico do Nacional na temporada de 2015?

Eu diria que acima de tudo é um reconhecimento e uma valorização do trabalho que nós fizemos que culmionou na conquista do título, mas acima de tudo naquilo que temos demonstrado.

E qual sua relação com a diretoria?

(Minha primeira passagem pelo Naça) não foi muito tempo, mas foi suficiente pra crer que essa integração entre comissão técnica e diretoria foi muito próxima e acho que é assim que tem que ser assim.

Muitas vezes, não só no futebol amazonense, mas no brasileiro em geral, a falta de planejamento interfere no rendimento da equipe durante a temporada. Qual a importância de fazer esse trabalho com planejamento e antecedência?

Quando se trabalha com planejamento, e nesse planejamento, tem tempo pra todas as etapas, quando elabora, implementa esse projeto, a possibilidade de errar é menor e de dar certo aumenta bastante também.

Na página do Nacional no Facebook, uma enquente movimentou a torcida do Leão para que votassem nos jogadores da histórica campanha de 2013 na Copa do Brasil que gostariam de ver no atuando no time na temporada de 2014. Um dos mais votados foi o meio campista Danilo Rios. O que você acha desse jogador, gostaria de contar com ele no Nacional?

Eu não quero fazer conjectura com relação a ele, porque ele é atleta do clube do Remo-PA. Tenho o visto jogar aqui em Belém, já tinha visto jogar aqui pelo Nacional. Conheço de vê-lo jogar, nunca comigo... Mas é um grande jogador, assim como outros que temos observado.

E já existe uma meta estipulada para o Naça na temporada do ano que vem?

A meta é bem clara. Sempre estou conversando com o Cláudio (Silva, diretor executivo do Nacional)... as metas serão definidas, mas com certeza a meta de qualquer equipe, assim como a do Nacional, que é uma grande equipe, é conquistar (o acesso). Tem que ser um projeto ambicioso e que possa ser um projeto vitorioso também.

Embora você ainda não tenha assinado um contrato, você parece falar como técnico do time. Qual a relação e qual o vínculo que você estabeleceu com o Leão da Vila Municipal no período em que treinou o clube?

Eu te digo que durante o pouco tempo que passei, criei um laço não só profissional... mas por todas as situações, de ver uma diretoria séria, confiável e a torcida... os próprios amigos que fiz me dão alento de que é um clube que a gente pode desenvolver um projeto vencedor e, se der certo (o contrato for firmado), vou me sentir muito feliz e honrado de ser o treinador do Nacional em 2015.

Frases

“Eu diria que acima de tudo é um reconhecimeto e uma valorização do trabalho que nós fizemos e que culminou na conquista do título, mas acima de tudo naquilo que temos demonstrado”.

Publicidade
Publicidade