Publicidade
Esportes
Craque

Técnico da Ponte Preta disse que não virá a Manaus

Quem ficará à beira do gramado será o auxiliar Zé Sérgio. Para justificar sua ausência, Carpegiani utilizou o fato de que perderia uma semana de treinos caso viesse a Manaus 23/07/2013 às 10:35
Show 1
Técnico da Ponte Preta alegou que perderia uma semana de treinos se viesse a Manaus
jornal a crítica Manaus

O discurso da Ponte Preta é de que o time entrará em campo na Copa do Brasil para vencer. Mas nem mesmo o técnico Paulo César Carpegiani virá a Manaus, onde o clube de Campinas usará os reservas para enfrentar o Nacional, no jogo de volta pela terceira fase da competição - em Campinas, o time amazonense derrotou a Macaca por 1 a 0.

Quem ficará à beira do gramado será o auxiliar Zé Sérgio. Para justificar sua ausência, Carpegiani utilizou o fato de que perderia uma semana de treinos caso viesse à Manaus. “Se eu fosse junto, viajaríamos amanhã (hoje) e só voltaria a ver os titulares na sexta-feira”, afirmou o treinador.

Carpegiani já passou por vários constrangimentos no primeiro jogo do confronto, no dia 10 de julho, em Campinas, quando teve que escalar um time desfigurado para não vencer o Nacional.

A diretoria da Ponte Preta confirmou há algum tempo que o objetivo do clube é disputar pela primeira vez uma competição internacional e, por isso, prefere a ida à Copa Sul-Americana do que continuar na briga pela Copa do Brasil - pelo critério da CBF, quem chegar às oitavas da Copa do Brasil não participará da Copa Sul-Americana.

Reserva
Para garantir vaga nas oitavas de final da Copa do Brasil, a Ponte precisa de uma vitória por dois gols de diferença nesta quarta-feira. Mas não parece disposta a se esforçar para conseguir tal feito. O único titular que entrará em campo é o lateral-direito peruano Luís Advíncula. Recém contratado, o jogador precisa ganhar ritmo.

Até mesmo reservas, como o meia Giovanni e o atacante Alemão, serão poupados. A Ponte deve ir a campo com Daniel; César, Raphael Silva e Gustavo; Advíncula, Xaves, Paulo Roberto, Adrianinho e Rodrigo Biro; Rafinha e Dennis. Jogadores como Daniel, Raphael Silva, Rafinha e Dennis farão a estreia como titulares. Quem também ganha espaço é o jovem Jefferson, lateral esquerdo da base e convocado algumas vezes para defender a Seleção Brasileira sub-17.

“Estou muito feliz. Cheguei no início do ano e infelizmente tive uma lesão no joelho. Fiquei dois meses sem jogar, quando seria relacionado. Agora apareceu a oportunidade, infelizmente foi pela contusão do Alemão, acredito, mas estou preparado”, afirmou Dennis, contratado no início do ano, mas que não teve muitas oportunidades na equipe.

Publicidade
Publicidade