Publicidade
Esportes
Craque

Técnico do Fast fala de sua estreia como treinador no Amazonense: ‘Agora a visão é outra’

Ney Júnior, que debutou a beira do gramado diante do Iranduba, achou que seu time jogou bem, mas que deve melhorar com a sequência do Barezão 23/02/2015 às 16:11
Show 1
Ney Júnior estreou como treinador profissional com bela goleada diante do Iranduba.
Denir Simplício Manaus (AM)

Dois dias após a goleada diante do Iranduba pela primeira rodada do Campeonato Amazonense, o comandante do Fast Club, Ney Júnior, se disse tranqüilo com sua estreia como treinador profissional. O ex-zagueiro exaltou a união de sua equipe e elogiou todos os jogadores que disputaram a partida de abertura do Campeonato Amazonense. O técnico do Rolo Compressor terá uma semana até partida contra o Manaus FC, pela segunda rodada do Barezão 2015, para afiar ainda mais sua equipe.

 “Todo mundo jogou bem. Tenho de elogiar toda equipe pelo empenho em campo”, elogiou Ney Júnior. Questionado se chegou a ficar tenso pela partida de estreia como treinador profissional, o ex-jogador foi enfático. “Não, tranquilo. Agora a visão é outra. Mas, foi tranqüilo. Você vê o jogo mais amplo e tem uma visão melhor do que está acontecendo”, explicou.

Ney Júnior gostou da movimentação de sua equipe durante o duelo contra o Hulk irandubense, principalmente da dupla de meio-campistas, Rosembrick e Michell Parintins. Segundo o treinador fastiano, ambos são jogadores inteligentes e que se conhecem em campo. Mesmo com a vitória diante do Iranduba, o ex-zagueiro alertou seu elenco para o restante do campeonato.

“Não tem nada ganho. Foi apenas a primeira partida. O Iranduba foi adversário duro e que dificultou bastante. Tanto que tive que reforçar a marcação com a entrada do Bigú”, afirmou Ney Júnior falando da mudança de esquema, com a entrada do defensor no momento em que o time Alviverde se lançou mais efusivamente ao ataque.

Estreante na beira do gramado, Ney Júnior, é ciente de que o campeonato é longo e que mudanças serão necessárias no decorrer da competição. “Sempre temos de concertar algo. Todos os setores da equipe jogaram bem, mas sempre tem alguma que pode melhorar”, disse o técnico Tricolor, que terá uma semana inteira para aprimorar o elenco para a segunda partida do Amazonense, na próxima segunda-feira (2), contra o Gavião do Norte, no estádio Carlos Zamith, na Zona Leste de Manaus. 

Publicidade
Publicidade