Publicidade
Esportes
Craque

Técnico do Fast Sub-20 credita goleada às falhas da equipe e critica arbitragem do AM

Darlan Barroso não gostou da atitute do quarteto de arbitragem e fez serveras críticas aos árbitros do Amazonas, classificando-os como os  ‘mais fracos do Brasil’ 23/09/2015 às 00:04
Show 1
Darlan ficou furioso com os erros da arbitragem amazonense
Anderson Silva Manaus (AM)

A eliminação do Fast da Copa do Brasil Sub-20, na noite desta terça-feira (22), na goleada por 4 a 2 para o Cruzeiro, no estádio da Colina, deixou o treinador do Tricolor, Darlan Barroso, extremamente irritado. E não foram só os inúmeros erros da equipe na partida que fizeram o treinador “perder a linha”.

Ao final da partida, Darlan e a comissão técnica do Tricolor foram unânimes em criticar o quarteto de arbitragem formado pelo árbitro Antonio Carlos Pequeno Frutuoso; os assistentes, Anne Kesy e Jander Rodrigues e, o quarto árbitro, João batista Cunha, todos amazonenses, que saíram de campo devolvendo os xingamentos dos torcedores e membros da comissão técnica do Fast.

“Lateral nítido pra nós. Nosso jogador cabeceia a bola nas costas do jogador deles, a bola sai e é lateral pra eles (Cruzeiro). No lance do pênalti, se fosse em Belém era pênalti. O cara puxa o nosso jogador pela camisa e ele não dá o pênalti. Várias vezes ele não parava o jogo com nosso atleta no chão, e continuava o jogo com nove. E com os caras eles paravam. Tem que aprender a apitar com os árbitros paraenses”, criticou Darlan ao falar do atitude dos árbitros paraenses que “defendem” os clubes do Pará.

“Nós não queríamos ser beneficiados, mas também não queríamos ser prejudicados da forma como fomos, com uma arbitragem caseira jogando contra o nosso time”, esbravejou o técnico, que recebeu apoio dos torcedores.

“Nossa arbitragem é muito fraca e é uma das arbitragens mais fracas do Brasil. Ficou comprovado. Aí nossa torcida toda reclamando. Dentro de casa ser prejudicado com uma arbitragem local?”, lamentou.

Mas não foi só a arbitragem que o treinador ficou insatisfeito. Os próprios comandados não foram poupados.

“Foi tudo falha individual. Nosso time com a bola e nós demos bola para o adversário. Faltou um pouco de experiência e maturidade para poder segurar o placar. O time estava ganhando de 2 a 1, controlando bem, mas não soube segurar o placar. Os quatro gols foram todos em falhas individuais. Faltou atenção dos garotos”, afirmou.

Publicidade
Publicidade