Publicidade
Esportes
Craque

Técnico Dunga poupa jogadores no primeiro treino da Seleção Brasileira, em Paris

O treinador brasileiro preferiu dar um descanso para os atletas que atuaram no fim de semana na Europa. Com apenas 12, dos 23 convocados em campo, Dunga executou treino tático em campo de rugby 23/03/2015 às 15:02
Show 1
Seleção Brasileira fez seu primeiro treino em Paris sob o comando de Dunga.
ACRITICA.COM Manaus (AM)

A Seleção Brasileira fez o seu primeiro treino visando o amistoso contra a França na tarde desta segunda-feira (23), em Paris. O técnico Dunga resolveu poupar os jogadores que estivem em campo nas competições nacionais pela Europa no fim de semana. Entre eles, Neymar e Marcelo, que estiveram em campo no clássico entre Barcelona e Real Madrid. O duelo contra os franceses acontece nesta quinta-feira (26), no Stade de France, na capital francesa.

Dunga e a comissão técnica brasileira fizeram treinamento específico para se desvencilhar da marcação adversária na saída de bola. O time treinou no estádio Sébastien Charléty, que normalmente é usado somente para partidas de rugby. 

A decisão de Dunga em dividir os convocados em grupos foi para dar um descanso aos jogadores brasileiros que atuam na Europa e entraram em campo no final de semana. Os poupados foram: Neymar, William, Danilo, Marcelo, Felipe Luís, Miranda, Luiz Gustavo e Coutinho.

Neymar assim que chegou ao hotel onde a Seleção está concentrada, já havia dado sinais do cansaço por conta da sequência de jogos importantes durante a semana. "Eu mal dormi. Quando é noite de jogo fico com dificuldade de dormir, ainda mais quando se trata de clássico", revelou o atacante se referindo ao jogo superclássico espanhol  entre Barcelona x Real Madrid no domingo (22), no Camp Nou. 

Em campo reduzido, os jogadores da seleção brasileira foram divididos em dois grupos para atuarem na primeira etapa apenas trocando passes sem marcação. Procurando se movimentar sempre na vertical, a sequência do treinamento foi de dois toques em espaço curto realizado no confronto de seis contra seis atletas.

Na parte final da atividade, Dunga resolveu treinar inversão de jogadas. Foi a parte mais longa do treinamento, onde os jogadores executaram cruzamentos e finalizações.

Publicidade
Publicidade