Publicidade
Esportes
Puxão de orelha

‘Tem que entrar mais ligado’, afirma técnico do Nacional Heriberto da Cunha

Treinador do Naça quer evitar que a equipe seja surpreendida pelo Santos-AP na partida de volta da Copa Verde nesta quarta-feira (16) 15/03/2016 às 16:14 - Atualizado em 15/03/2016 às 17:41
Show img 5671
Heriberto não quer ver o Leão dando mole pro Peixe.
Denir Simplício Manaus (AM)

A equipe do Nacional realizou treinamento coletivo na tarde desta segunda-feira (14) no estádio da Colina. Em preparação para o jogo de volta contra o Santos-AP pela Copa Verde, o técnico Heriberto da Cunha pediu para que os jogadores entrem mais “ligados” na partida.

“A equipe precisa entrar um pouco mais ligada, principalmente nas bolas paradas que foram os erros. Perdemos um pouco o foco, temos que entrar bem focados. Eles têm uma bola parada muito perigosa. É acertar mais o passe na saída de bola. Tivemos alguns erros e com a entrada do Hugo e do Wanderley tivemos mais velocidade, melhorou a saída de bola e sem dúvidas vamos em busca de um melhoramento para fazer um bom jogo”, disse Heriberto  exigindo atitude do início ao fim da partida.

“A gente vai jogar para vencer. Não podemos cadenciar o jogo para segurar o empate. Temos fazer o resultado e tomar atitude no jogo como tomamos lá (em Macapá). Saímos duas vezes com o placar adverso e a equipe tomou atitude, e aqui não vai ser diferente. Temos que buscar o gol e sair em busca de um resultado positivo que nos interessa”, afirmou.

Feliz com a volta

Principal responsável pelo empate com o Santos-AP, o atacante Wanderley não escondia a felicidade ter marcado os dois gols no primeiro jogo oficial depois da lesão no joelho.

“Minha felicidade é imensa. Depois de um ano e dois meses poder fazer o que você mais gosta e se dedica é muito importante. Até falei para os meninos no banco que se eu entrasse iria fazer dois gols. Mas a gente espera sempre fazer gols. Só não esperava o gol de falta. Mas é claro que não é todo dia que vou fazer dois gols. Mas trabalho pra isso e sou ambicioso e quero fazer gols. E na quarta-feira, se eu tiver oportunidade de entrar em campo, vou lutar da mesma forma. Minha dedicação é máxima para que o Nacional saia vencedor dos jogos”, declarou o atacante.

Publicidade
Publicidade