Sábado, 18 de Setembro de 2021
Tênis

Tenista amazonense conquista título de torneio de tênis no Rio de Janeiro

Aos 11 anos, a tenista amazonense Beatriz Rodrigues conquistou seu primeiro título na categoria até 14 anos, em torneio realizado em Volta Redonda, no Rio de Janeiro



IMG-20210909-WA0207_0B399E25-9EDC-4F82-BBF7-B169EE1E1DB6.jpg Beatriz Rodrigues tem 11 anos, mas já joga com atletas mais velhas e, mesmo com a diferença de idade, tem se destacado
11/09/2021 às 14:47

A atleta Beatriz Rodrigues conquistou o título da Copa Orthopride de Tênis Infanto Juvenil na categoria simples - até 14 anos -, na última quinta-feira (9), em Volta Redonda-RJ. A amazonense de 11 anos venceu Thaís Soares por 2 sets a 0 (parciais de 7 a 6 e 6 a 3).
 
Apesar do placar aparentar um jogo tranquilo, Bia conta que a final foi complicada, mas que teve forças para encarar o desafio e o melhor: vencer.
 
“O jogo mais difícil foi o último, pois a menina tinha uma grande regularidade de bolas e também atacava bastante. A sensação de vencer a competição é muito boa, pois estou numa categoria de 14 anos, então é uma conquista inédita para mim”, contou.
 
Pelo talento que tem e pelos bons resultados, Beatriz vem sendo preparada para jogar com meninas mais velhas. Antes, os duelos eram diante de adversárias com um ano de diferença, mas desta vez, ela teve um nível de dificuldade elevado. Para isso, realizou uma preparação especial, além de trabalhar a confiança.
 
“Eu me preparo muito já que são meninas mais velhas, que têm mais tamanho, mais corpo, mais força e também tenho que ter mais agilidade. É ter muita confiança no que faço, acreditar que tudo vai dar certo e acreditar em Deus”, contou.

 




Trabalho pensado

De acordo com o técnico de Beatriz, Agnaldo Nascimento, a decisão foi pensada logo após a atleta ser campeã com a equipe brasileira no Sul-Americano 12 anos, tendo como objetivo o desenvolvimento dela. A tenista já disputou a mesma categoria nas etapas do Campeonato Sul-Americano – que aconteceram em Serra Negra –, chegando até as oitavas em simples e até a semifinal nas duplas.
 
“Quando ela voltou do Sul-Americano 12 anos, nós fizemos uma reunião. Eu e toda a equipe, que cuida da parte de desenvolvimento da atleta, para tentar fazer o melhor pra ela e começamos a entender que o melhor nesse momento não era mais jogar a categoria 12 anos, mas sim a categoria 14 anos, onde iniciamos as próximas etapas de competição, que foi há duas semanas em Serra Negra, onde ela jogou muito bem. Mesmo com 11 anos de idade, ela jogou contra garotas que já tinham 14 anos, formadas praticamente e ela jogou de igual pra igual com todas elas”, disse Agnaldo.
 
“A gente tá vendo que ela continua focada, trilhando tudo que a gente vem planejando com ela. A gente já começou esse ano o trabalho, pra ela não jogar mais no 12 anos. Meninas de 14 anos já estão passando no ano que vem para (a categoria) 16 anos e ela foi lá e enfrentou de igual pra igual, mesmo ainda com 11 anos de idade. E não parou por aí, os projetos ainda serão discutidos. Nós vamos, de novo, nos reunir quando chegar em Manaus, junto com toda a equipe que cuida da assessoria dela, pra poder ver o que a gente vai fazer daqui pra frente”, completou.
 
Bia volta às quadras na próxima quinta-feira (16) para a 2ª Copa Orthopride de Tênis Infanto Juvenil, que acontece na cidade do Rio de Janeiro.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.