Terça-feira, 18 de Fevereiro de 2020
DECISÃO

Thiem vence Djokovic e vai enfrentar Nadal na final de Roland Garros

Austríaco vai para a sua segunda final consecutiva contra Nadal após derrotar o número 1 do mundo em um duelo de cinco sets; Nadal foi à final após bater Federer, na sexta-feira



054558-01-08_509B7B34-E62F-406C-B85E-14456A540F15.JPG (Foto: AFP)
News thumb afp d084093c bf21 4ede 853c 0cfb6068260d AFP
08/06/2019 às 13:32

O austríaco Dominic Thiem, número quatro do ranking ATP e vice-campeão do torneio no ano passado, surpreendeu o número 1 do mundo, o sérvio Novak Djokovic, ao derrotá-lo neste sábado nas semifinais de Roland Garros em um duelo de cinco sets, por 6-2, 3-6, 7-5, 5-7 e 7-5.

Com o resultado Thiem será pelo segundo ano consecutivo em Paris o adversário de domingo de Rafael Nadal, que havia conseguido se classificar à final na sexta-feira com uma vitória tranquila, por 6-3, 6-4 e 6-2, sobre o suíço Roger Federer.



"Sempre que alguém se classifica aqui para a final tem como adversário o Rafa", brincou Thiem na quadra, momentos depois de sua vitória.

"No ano passado tive uma grande experiência jogando a final aqui. Espero poder fazer melhor este ano", afirmou.

Nessa final de 2018, Nadal foi claramente superior a Thiem, a quem derrotou em três sets (6-4, 6-3, 6-2).

Thiem e Djokovic haviam começado a semifinal na sexta-feira, mas chuva interrompeu o jogo em duas ocasiões, a última quando cada um havia vencido um set e no terceiro o austríaco havia aberto 3 games a 1.

O jogo foi reiniciado neste sábado, com a continuação desse terceiro set, que Thiem acabou vencendo por 7-5.

Djokovic, sob forte pressão, conseguiu vencer o quarto por 7-5.

No quinto set, Thiem abriu uma vantagem graças a um 'break' e abriu uma vantagem de 4-1 até a chuva chegar forçando uma nova interrupção da partida durante uma hora e dez minutos.

O sérvio teve uma esperança de virada e se aproximou no placar. Ele salvou dois match points, chegou a igualar provisoriamente em 5-5, mas acabou sucumbindo diante de Thiem, que venceu os dois últimos games, para garantir sua vaga em uma nova final de Roland Garros.

Com o resultado, Djokovic perdeu a chance de se tornar o atual campeão dos quatro grandes torneios, depois de seus títulos nos três anteriores (Wimbledon e Estados Unidos em 2018, e Austrália em 2019).


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.