Publicidade
Esportes
PELADÃO BRAHMA

Time de futebol só com haitianos participa pela primeira vez do Peladão Brahma

O Akolad Bondye Pifó foi criado há apenas seis meses, mas já tem pretensões grandes no Amazonas. 16/09/2016 às 09:00 - Atualizado em 16/09/2016 às 10:09
Show haiti
A equipe treina no campo do Parque dos Bilhares (Foto: Antonio Lima)
Thaissa Cordeiro Manaus (AM)

A bola começa a rolar no Peladão Brahma 2016, neste sábado (17) e os times já iniciaram a preparação para levantar o caneco do maior campeonato de peladas do mundo. Uma das novidades para essa edição é o time formado somente por haitianos, o Akolad Bondye Pifó, que significa “Unido Deus é maior” - em créole -, a fundação da equipe foi apenas há seis meses, mas já tem pretensões grandes no Amazonas. 

O atacante Roberson Robert, de 24 anos, reside em Manaus desde 2011, segundo ele, além de reconstruir sua vida, pôde praticar a modalidade que ama. Time de futebol com haitianos participa pela primeira vez do Peladão Brahma 2016“Depois do terremoto vim pra cá, a situação lá no Haiti estava bem pesada, mas graças a Deus consegui um emprego como açougueiro na época. E agora, posso jogar bola”, comemorou.

Roberson comenta sobre a expectativa de estrear em um campeonato fora da sua terra natal. “Nós queremos participar do Peladão e de outros campeonatos, queremos fundar um clube só de haitianos no Brasil inteiro. Atualmente temos poucos jogadores, mas futuramente, conseguiremos atrair a atenção dos demais”, disse Robert, que atualmente trabalha como padeiro. 

O jogador entusiasmado conta sobre o projeto de implementar o clube no restante do País, começando por Curitiba, cidade em que reside um parente seu. “Eu tenho um primo que mora lá, nós haitianos gostamos muito de futebol, então queremos levar esse projeto pra frente”.

Ambição

O camisa 10 da equipe e fã do Ronaldinho Gaúcho, Decesse Pierre é só ansiedade para a estreia. “Já participei de muitos campeonatos no Haiti, jogo futebol desde os meus cinco anos de idade, lá já fui até campeão, agora quero conquistar um campeonato aqui”, comentou o jogador. Questionado se existe muita diferença no futebol daqui e de lá, Pierre deixa claro que não. “Não tem muita diferença, é a mesma coisa, tudo é futebol e a nossa vontade é conquistar o campeonato e crescer como clube”.

O presidente do time, Admann Ternicier, está confiante para a estreia, segundo ele, o time está bem treinado e tem chances de avançar a próxima fase. “Nosso time começou há pouco tempo, mas estamos focados na competição”, enfatizou.  Atualmente o time conta com 22 jogadores e treina todos os sábados em um campo de areia localizado no Parque Ponte dos Bilhares.

Publicidade
Publicidade