Publicidade
Esportes
MÁSTER

Equipe máster trocou a 'Barca' pela Fé no Peladão Brahma 2016

Boleiros trocaram as festanças regadas à cerveja, por jejum e oração. Os amigos que antes iam para as ‘barcas’, hoje caçam almas para o Senhor 07/10/2016 às 18:15 - Atualizado em 07/10/2016 às 18:18
Show ca a barca
Caça Barca União e Fé estreia no Peladão Brahma 2016 (Foto: Evandro Seixas)
Thaissa Cordeiro (Manaus-AM)

A vida é cheia de mudanças e  o time Caça Barca levou isso adiante. A equipe máster do Peladão Brahma 2016 resolveu mudar sua filosofia, que antes, se resumia a festas regadas a cervejas, agora tem um elenco formado por 80% de atletas evangélicos, na qual realiza oração e culto depois dos jogos. 

O Caça Barca é um dos times mais tradicionais do maior campeonato de peladas do mundo. O presidente da equipe, Ivo Prata, de 40 anos, comentou sobre a mudança:  “Temos uma nova visão, antes era só bebida e festa, mas acabou. O nosso objetivo é sempre vencer, somos mais que vencedores, mas muitas vezes, a nossa vontade não é a vontade de Deus”

A criação da equipe máster foi em 2015, já com o novo comportamento.  E mesmo com pouco tempo, o Caça Barca União e Fé já conseguiu títulos importantes em campeonatos espalhados pela cidade. Em nível nacional, o time levantou o caneco, representando o Amazonas no Campeonato Nacional de Seleções Evangélicas, realizado no Rio de Janeiro. 

“O nosso objetivo é sempre vencer, já somos mais que vencedores. Queremos conquistar o título do Peladão, a nossa equipe é bem unida, estamos com um time forte”, disse Ivo, com confiança, no entanto, na estreia do Peladão Brahma, o time perdeu por 1 a 0. 

Caça alma

O time já virou ‘espelho’ para as demais equipes. E pela fama de conquistar atletas para o clube, que depois tornam-se evangélicos, o time passou a ser chamado de ‘Caça Alma’. 
“Muitas pessoas querem participar do nosso time. São aquelas que não querem mais fazer parte de times com histórico de bebidas, todas vem pra cá. Somos muito bem vistos, somos referência, falam bem, elogiam”, confessou Ivo Prata.

E quem pensa que entrar no Caça Barca é uma tarefa fácil, está enganado. Não basta ser somente  evangélico, ou ter empatia, é preciso ter futebol bonito. Como a demanda é grande, o Caça Barca precisa realizar peneiras para montar o elenco.    

 Escudo da fé

E a mudança não foi somente para Caça Barca União e Fé, para fazer jus à nova filosofia, o time alterou o escudo. Se antes era um fantasma com uma taça de cerveja na mão, agora é o símbolo juntamente com o escudo da fé.

Publicidade
Publicidade