Publicidade
Esportes
Imbróglio

TJD intima Manaus e semifinais do Barezão estão mantidas

Tribunal emitiu documento para que o Manaus FC indique contra quem é a denúncia apresentada no último domingo (3). Enquanto isso, os jogos das semis, marcados para esta quarta-feira (6), estão mantidos 05/03/2019 às 10:16
Show manaus 4c34d6db 998d 4e4f ad0d 840cc266826e
(Foto: Michell Mello/ freelancer)
Camila Leonel Manaus (AM)

O Tribunal de Justiça Desportiva do Amazonas (TJD-AM) sinalizou que os jogos das semifinais do primeiro turno do Campeonato Amazonense devem mesmo acontecer nesta quarta-feira (6). A garantia dada pelo presidente do TJD-AM, Edson Rosas, é feita um dia depois do Manaus FC entrar com um Mandado de Garantia para que as partidas não acontecessem até que o processo envolvendo o zagueiro do Fast, Carlinhos Rocha, fosse julgado. Caso condenado, o Manaus FC, que terminou a fase classificatória em quianto lugar, herdaria uma das quatro vagas para a semifinal.

“As partidas irão acontecer normalmente, até porque não houve nenhuma decisão sobre o caso. No documento, faltou indicar contra quem é a denúncia (autoridade coautora) e concedi o prazo de cinco dias para que o impetrante - no caso, o Manaus FC -indique quem é a outra parte e, a não ser que aconteça algum fato novo, a partida deve acontecer normalmente”, explicou Rosas. O despacho com a decisão e a intimação com o prazo foram publicados no fim da tarde de ontem.

No último domingo, o Manaus FC - que venceu o Fast por 2 a 1 no sábado (2), na Colina - entrou com o mandado referente ao processo 006/2019 que denuncia o Fast por relacionar o zagueiro Carlinhos Rocha sem que ele estivesse com o nome publicado no Boletim Informativo Diário (BID). 

No documento, o advogado de defesa do Manaus, Marcelo Amil, diz que houve infração do artigo 214 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD): "incluir na equipe, ou fazer constar da súmula ou documento equivalente, atleta em situação irregular para participar de partida, prova ou equivalente". A pena para a infração é de perda do número máximo pela vitória e multa que vai de R$ 100 a R$ 100 mil.

A partida entre Fast e Rio Negro aconteceu no dia 9 de fevereiro e a denúncia foi apresentada pelo torcedor do Rio Negro, Vanderson Queiros de Albuquerque, porém o procurador responsável, Victor  Monteiro arquivou o processo.
“Não há previsão explícita do CBJD para que um torcedor ingresse na justiça desportiva, além disso, nesse processo não tinha nenhuma prova que ele estava nesse jogo, apenas algumas fotos e ele deve ter conversado com um advogado antes de dar entrada e, por isso, o arquivamento do caso. O processo ainda está aberto e o procurador-geral deve determinar se ele continua arquivado, ou se encaminha para que algum procurador faça a denúncia. Estamos aguardando essa resolução até porque estamos em recesso. Sendo assim, segue sob análise”, disse o procurador Victor Monteiro.

Se o Fast - que terminou na liderança com 13 pontos - for condenado, o Tricolor de Aço perderia seis pontos, ficando com sete e cairia para a sexto. Com isso, o Manaus, que terminou em quinto, com 11 pontos, se classificaria em quarto lugar para a próxima fase.

Mesmo com o  com o Mandado de Garantia, a FAF confirmou as datas e horários dos dois jogos. 

Penarol e Princesa do Solimões jogarão às 15h30 no Floro de Mendonça, em Itacoatiara (a 276km de Manaus) e Fast e Nacional, às 20h, no estádio Ismael Benigno, a Colina.

De acordo com o Diretor de competições da FAF, Ivan Guimarães, a entidade não recebeu do TDJ nenhuma notificação e segue com a programação prevista no regulamento do Barezão.

“Não estou sabendo de nada. Nenhuma informação sobre isso e estamos seguindo o que diz o regulamento. Se chegar alguma coisa contrária, é outra história, mas não tenho nenhuma informação e a FAF está cumprindo o regulamento do Campeonato com os jogos na quarta e, no sábado, a final do primeiro turno”, explicou.

 
 

Publicidade
Publicidade